Público de Novos Hábitos

On line agora

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Limpando as crenças negativas com as Barras de Access™




Barras de Access é uma nova ferramenta quântica de expansão da consciência Você já ouviu falar nas Barras de Access? Trata-se de uma ferramenta energética de expansão da consciência criada em 1990 pelo norte-americano Gary Douglas, fundador do Access Consciousness. 


Hoje, a técnica está presente em 173 países e tem sido utilizada por mais de 30 mil pessoas nos últimos 25 anos. Há quatro anos, chegou por aqui e tem sido cada vez mais falada nas redes sociais brasileiras.


O slogan de Access Consciousness diz: “Empoderando as pessoas a saberem o que já sabem”. Desta forma, eles desenvolveram dezenas de processos verbais e corporais para permitir o acesso à consciência e o empoderamento pessoal através do uso da energia e da frequência dos pensamentos. 


A terapia das Barras de Access é primeira e mais popular destas técnicas e propõe uma mudança de vida através da liberação de energias acumuladas no campo energético das pessoas - a maior parte delas atuando em nível inconsciente nas mais diversas áreas da vida.


COMO FUNCIONAM AS BARRAS DE ACCESS?


Ao todo, as Barras de Access são 32 pontos mapeados ao redor da cabeça por onde correm estas energias. Cada um deles corresponde a um aspecto do comportamento humano e de como a pessoa se relaciona com eles, tais como: dinheiro, controle, poder, criatividade, corpo, sexualidade, tristeza, alegria, bondade, paz e calma, entre outros. 


Estes pontos armazenam o componente eletromagnético de todos os pensamentos, ideias, atitudes, decisões e crenças que as pessoas têm sobre qualquer coisa. E é isso o que bloqueia o fluxo livre da energia vital, que possibilita a auto-realização pessoal. Fonte: Revista Saúde Quântica.
Tive a oportunidade de fazer a Formação em Barras de Access, neste final de semana e foi simplesmente fantástico a Instrutora veio ao Brasil especificamente para ministrar estas formações. 

Me sinto extremamente grata, porque a partir de agora também posso ajudar mais pessoas em seus processos individuais, com esta técnica. 

Gratidão imensa ao seu trabalho Elli Tocchio, a Formação foi maravilhosa. Já sinto os resultados em mim, com leveza, alegria e glória.

O seu mundo muda, quando você muda.

Universo, como pode melhorar?

Bibliografia sugerida: O poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).

Seja feliz agora, do seu jeito!

 Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana

Coach de Mulheres, Terapeuta ThetaHealer® e Barras de Access™, articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me. site: http://totalmentemulher.com.br/ 


segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Ponha ordem mental na sua vida.



Ponha ordem mental na sua vida, ou seja, aprenda a dominar sua mente. Caso contrário, tudo o que você for fazer terá uma certa dose de ansiedade, angústia, medo e aflição. Se já está cansada deste tipo de rotina e vive estressada, valerá muito a pena prestar atenção neste artigo até o final.

Se queixar e reclamar que o mundo não está bom, que ninguém te entende e que você não tem tempo para nada, tenho certeza, que já notou que não funciona. E o negócio é o seguinte, está doendo então está errado. O caminho que está fazendo não é o correto para você, no entanto você continua insistindo em percorrer, mesmo com dor. 

Quando falo dor me refiro a todas as formas de dores, seja a dor emocional, financeira, psicológica e a física. E todas elas são causadas por falta de domínio mental, porque ao invés de pôr ordem na sua cabeça, você prefere sentar no sofá para pensar na vida, fica um tempão naquele sofá e claro o problema que era X, agora está XYZ, porque pensar no problema não funciona. É como se você colocasse mais lenha e álcool na fogueira.

Para resolver de verdade seus problemas e aflições, sugiro que dê um passo para trás, respire e perceba o que sente. Diga para sua cabeça, agora eu não vou pensar em nada e saia para fazer alguma coisa que goste, não pense na situação, porque como eu disse se fizer isto, só vai aumentar o seu problema. Você é o que sente, não o que pensa.



Entenda que a sua cabeça não é você, ela é um aparelho que grava todas as informações, que armazenou palavras e frases de quem criou você. Se for fundo para compreender, vai reparar que é sempre aquele discurso, ou seja ela é um gravador que só repete. 

Exemplo: Você não vai dar conta, você não é capaz, você vai pedir dinheiro para os outros, você vai passar necessidade e por aí vai, ela é sempre catastrófica e negativa. Porque foi treinada assim, portanto, da mesma forma que foi treinada para o mal, você pode agora, decidir treinar a sua mente para o bem e com isto, ter as coisas que você deseja, principalmente paz e felicidade.

Para treinar a sua mente a primeira coisa a se fazer é reservar um tempo para si todos os dias, costumo sugerir 15 minutos. Neste momento, pratique uma meditação de um minuto, só prestando atenção na sua respiração neste momento. E na sequência pratique o ho’oponopono que consiste basicamente na repetição das palavras: Sinto muito, me perdoe, obrigada, eu te amo. Repita estas palavras por 108 vezes. Reserve este tempo e treine, porque nestes 15 minutos diários conseguirá fazer tudo isto.

O que você ganhará com isto? Em momentos de estresse terá uma melhor reação, sentirá mais alegria de viver e paz. E os seus conflitos serão aos poucos solucionados. Mas para obter resultados, você precisa praticar todos os dias, não interessa se for feriado ou no final de semana, lembre-se seus resultados serão diretamente proporcionais a sua prática.

Vale a pena, afinal o que você tem a perder? Se já tentou tudo e não resolveu, mude a estratégia.

Bibliografia sugerida: O poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).

Seja feliz agora, do seu jeito!


Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana

Coach de Mulheres & Terapeuta ThetaHealer® articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me. site: http://totalmentemulher.com.br/



segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

A importância de gostar de si mesma.


Quanto mais você gostar de si mesma, mais as coisas da sua vida tenderão a fluidez e a leveza. No entanto, você foi treinada para se colocar em último lugar e os outros em primeiro. Acumulou um monte de crenças negativas a seu respeito e agora se vê atolada de coisas muitas vezes, sem sentido perto de você. Minha ideia com este artigo é sugerir para você: Faça as pazes com a sua autoestima e autoconfiança.

Pare de buscar nos outros, sua válvula de escape, isto só te mantem cada vez mais presa em sua cabeça e as coisas não vão caminhar na sua vida. Não digo que conviver com os outros não seja agradável, na verdade, tudo será agradável em sua vida se você gostar de estar em sua própria pele, ou seja, apreciar a sua própria vida e reconhecer positivamente tudo o que já fez em sua vida.



Porque cá entre nós, tudo o que você fez foi tentando acertar, teve uma intenção muito positiva quando fez o que fez. Perdoe o seu passado e se limpe por dentro. Enquanto não fizer isto, como algo novo poderá surgir? Limpe seu vaso interior primeiro, antes de desejar qualquer outra coisa. 

Eu entendo que isto dá trabalho e que não é confortável, porque o ser humano quer esconder dele mesmo, muitas coisas dolorosas, pois o enfrentamento é doloroso. Mas não existe outra possibilidade de cura. Você se lembra quando era criança e ralou seu joelho? Pois é, precisou lavar e passar remédio, mesmo sendo doloroso, para o curar. 

O mesmo deve ser feito com o seu mundo interno, olhe para suas feridas, enfrente os seus medos, lave e passe o remédio. Este remédio pode ser o perdão a si mesma, meditação de um minuto ou a prática do ho’oponopono (Seu nome, e na sequência por 108 vezes dizer: Sinto muito, me perdoe, obrigada, eu te amo).

Além de tudo isto, tenha um tempo a sós com você e aprenda muito com este momento. Em um dado instante irá perceber com muita naturalidade que se tornou a pessoa mais importante em sua vida, que se ama e se respeita muito. Sempre respeite o seu tempo e o seu ritmo.

Sua vida muda, quando você se encontra e cuida melhor de você!

Bibliografia sugerida: O poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).


Seja feliz agora, do seu jeito!


Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana

Coach de Mulheres & Terapeuta ThetaHealer® articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me. Site: www.totalmentemulher.com.br

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Como acabar com a sensação do medo?




Enfrentar o medo seja ele qual for é um bom caminho para se livrar dele. O medo aprisiona e machuca e nos mantém cativos de nossa própria ignorância.
Existe uma diferença grande entre precaução e o medo. 

A precaução é um cuidado real, por exemplo você sabe que se colocar o dedo na tomada, vai tomar choque, pela experiência que já passou em sua vida. 

Agora o medo é ilusório, um monstro que criamos e alimentamos diariamente, por exemplo algo que não aconteceu (e provavelmente nem irá acontecer), uma reunião, um encontro ou uma viagem e a cabeça já começa a fantasiar o pior cenário possível. 



Este é o medo que estou me referindo neste artigo, ele não serve para nada, só machuca e destrói.

A única solução é o enfrentamento e a dissolução deste medo com algum tipo de técnica, que posso citar algumas aqui, para exemplificar que existe sim uma saída.

Técnicas de dissolução do medo: Ho’oponopono, Thetahealing®, Pnl e Terapia cognitivo comportamental dentre outras.

Costumo dizer que para tudo existe uma saída, desde a pessoa, que deseja sair deste padrão do medo, queira de verdade a sua superação. O medo foi ensinado como forma de segurança, mas infelizmente ele é ilusório. 

Aprendemos a precaução que foi e continua sento muito útil e junto, o medo veio no kit educacional. Não quero com isto, culpar os nossos educadores, eles transmitiram o que sabiam. 

Mas agora é hora de mudar, promover uma mudança interior, para que tenhamos uma melhor qualidade de vida.
A responsabilidade é nossa, já crescemos, portanto, precisamos deste tipo de enfretamento e dissolução do problema/medo.

Bibliografia sugerida: Gratidão um estilo de vida (Louise Hay). Praticando o poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).

Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana

Coach de Mulheres & Terapeuta ThetaHealer® articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me. site: http://totalmentemulher.com.br/



segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Você é influenciável?




Ser influenciável equivale a ser persuadido, manipulado e impressionável pelos outros. Ou seja, o tal Maria vai com as outras.

O fato é que isto traz grandes prejuízos, pois muitas vezes você pode tomar uma decisão, que na verdade não é adequada.

Sem dizer que ao ser influenciável pelos outros, pode causar dores emocionais, psicológicas e até mesmo físicas.

Pois quando estas pessoas não estiverem bem, provavelmente você também não estará. Isto faz um grande mal para a saúde em todos os níveis e sentidos.

Então por amor a você, treine ficar mais forte todos os dias, porque quando chegar neste nível, pode até ficar perto das pessoas com dificuldades, no entanto, o mal delas não chegará até você.



Para treinar esta força, a primeira coisa que precisa fazer é trabalhar a sua identidade própria e o poder pessoal. Na sequência coloque os outros para fora de você, afinal, você precisa se pôr no centro da sua vida. 

No Brasil temos a mania cultural de colocar os outros e os problemas dos outros, dentro de nós. 

E isto não ajuda em nada, porque daí ao invés de ser uma pessoa só, com problema, teremos duas, você que pegou o problema e a pessoa que originalmente está com o problema.

Até para ajudar, primeiro é preciso buscar a neutralidade, caso contrário, não conseguiremos fazer muita coisa.

Treine a frieza, isto mesmo, a frieza. Já pensou se os médicos fossem emocionais e pegassem os problemas dos pacientes? Como eles iriam operar, sendo emocionais? Você confiaria em um médico emocional, ou iria preferir um médico mais frio, para fazer a sua operação, ou a operação de alguém da sua família? Reflita a respeito disto.

Para o bem da sua saúde, desenvolva a frieza para deixar de ser tão influenciável. 

Pratique, volte a ser quem era, entenda que se pôr em primeiro lugar, fará um bem danado, para você e para a população, porque será uma pessoa a menos, para contaminar o meio ambiente com pensamentos negativos e muitas vezes mórbidos. 

Busque a sua paz, equilíbrio e serenidade. Aprenda a se pôr em primeiro lugar, o mundo agradece!

Bibliografia sugerida: Gratidão um estilo de vida (Louise Hay). Praticando o poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).

Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana

Coach de Mulheres & Terapeuta ThetaHealer® articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me. site: http://totalmentemulher.com.br/






segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Medite e tenha ordem mental.



A palavra meditação vem do latim meditare, que significa "voltar-se para o centro no sentido de desligar-se do mundo exterior" e "voltar a atenção para dentro de si".

A meditação encontra-se no meio de dois polos: a concentração e a contemplação. É comumente associada a religiões orientais. Há dados históricos comprovando que ela é tão antiga quanto a humanidade. Não sendo exatamente originária de um povo ou região, desenvolveu-se em várias culturas diferentes e recebeu vários nomes. Floresceu no Egito (o mais antigo relato), na Índia, entre o povo Maia etc. 

Apesar da associação entre as questões tradicionalmente relacionadas à espiritualidade e essa prática, a meditação pode também ser praticada como um instrumento para o desenvolvimento pessoal em um contexto não religioso. Wikipédia.

Nossa cabeça não para um minuto, geralmente são pensamentos que geram angústia e geram ansiedade.

O autor Eckhart Tolle, fala no livro: O poder do agora; que o pensamento é considerado uma doença, ou seja uma síndrome.



Outro autor Augusto Cury, fala da síndrome do pensamento acelerado.
Ou seja pensar demais não faz bem à saúde.

O que fazer então para silenciar a mente e ter mais saúde e controle da própria vida?

A resposta se encontra na MEDITAÇÃO.

Uma técnica milenar.

Nunca houve tanta necessidade de um controlar a mente, ter mais serenidade e paz como agora.

Houve um aumento significativo com relação a remédios antidepressivos, a correria do dia a dia impõe um ritmo cada vez mais acelerado. Hoje temos vários estímulos, muitas informações chegam ao mesmo tempo por diversas fontes.

O ser humano está com dificuldade de ficar sozinho em sua própria presença.
Sendo assim praticar a meditação trará mais paz interior, equilíbrio e com certeza reduzirá a ansiedade.

Não é preciso muito para começar a meditar.

Passo número um:

Vá para um lugar calmo, silencioso e que você goste.

Passo número dois:

Sente-se confortavelmente.

Passo número três:

Preste atenção SOMENTE em sua respiração.

Passo número quatro:

Se os pensamentos vierem (eles vão vir), só observe (não se identifique com eles) e volte sua atenção para respiração.

Pratique a meditação por uma semana (tarefa de coach) e perceba na prática a sua mudança.

Medite em torno de 15 minutos.

Perceberá que terá maior controle sobre suas emoções.

A meditação é principal caminho para o autoconhecimento.

Não consegue sozinho (a)? Contrate um bom coach e solicite o acompanhamento via sessões de coaching, para o seu bem estar.

Utilizei a meditação em minha própria vida e com certeza tive grandes resultados.

Faça isto por você!

Os pensamentos irão cedendo até você tomar posse da sua vida.

No início poderá sentir uma certa dificuldade, mas persista.

Acalme-se por dentro e veja a sua vida por outro ângulo.

Terá mais prazer de viver e a sua vida sairá do piloto automático.

Bibliografia sugerida: Gratidão um estilo de vida (Louise Hay). A magia (Rhonda Byrne). Praticando o poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).

Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana

Coach de Mulheres & Terapeuta ThetaHealer® articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me. site: http://totalmentemulher.com.br/






segunda-feira, 20 de novembro de 2017

O poder do eu te amo.



Eu te amo é uma expressão usada por aqueles que querem demonstrar o seu amor, afeto e carinho por alguém com significado especial. Por isso, muitas vezes é dita entre amigos ou familiares e não somente entre os casais.
Normalmente, quando a frase "eu te amo" é trocada por um casal, significa que sentem o amor verdadeiro e que partilham o desejo de estarem sempre juntos. Fonte: significados.com.br.
Esta frase tem o poder de aproximar as pessoas, ensine as crianças e seus filhos a praticarem. Além disso, pratique também, fale que ama, diga para seus pais, filhos, amigos e amores.
Também diga eu te amo para si mesmo, afinal temos fome de amor, aliás a maior fome que temos é a de auto amor. Tem um livro que particularmente gosto muito, que se chama: Limite Zero do Joe Vitale. 

Este livro fala sobre o ho’oponopono uma ferramenta/técnica havaiana, que pode curar nossa criança interior e promover a limpeza, de todas as nossas crenças limitantes. Em um capítulo específico do livro, o autor fala do poder do eu te amo.
Sugiro fortemente que adquira este livro e pratique o eu te amo regularmente para si e para os outros.
Se você quer amor, plante amor.
Se está cansado da dor, limpe-se por dentro.
Ponha-se no colo e fale palavras gentis para si mesmo.
Tenho um grupo de coaching e terapia pago no WhatsApp, no qual meu foco é trabalhar este ponto com as mulheres. Caso seja mulher e quiser saber como funciona entre em contato no WhatsApp 62 98161.0529, que nossa equipe terá um grande prazer em explicar.
Bibliografia sugerida: Gratidão um estilo de vida (Louise Hay). A magia (Rhonda Byrne). Praticando o poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).
Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana

Coach de Mulheres & Terapeuta ThetaHealer® articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me. 





segunda-feira, 13 de novembro de 2017

A relação afetiva não gera felicidade.



Seu relacionamento afetivo pode ser bem melhor do que ele é.
O relacionamento afetivo que vai te gerar paz, equilíbrio e bem-estar é aquele que gera consciência em você. Vou explicar melhor sobre isto.

Todas as vezes que o seu parceiro faz algo que gera certo desconforto em você, pare e avalie em si o que precisa trabalhar em seu interior (isto é o que quis dizer com gerar consciência). 

Não adianta ficar jogando a culpa no outro e ficar pedindo para ele mudar. O fato é o seguinte, a pessoa só pode ser ela, então só restam duas escolhas a cada um de nós: Permanecer na relação e aceitar a pessoa totalmente como ela é, ou sair da relação. 



Este negócio de você ficar em cima do muro, pedindo para a pessoa mudar, reclamando e cobrando o tempo todo não funciona, acredito que já notou que isto não dá certo. Porque se você é assim como a maioria, fez e faz muito isto (cobra e reclama).

A grande questão, que trabalho inclusive nos meus atendimentos é ver as nossas relações, sejam elas quais forem, como geradoras de consciência. Porque este negócio de esperar o outro para te fazer feliz, não existe, só faz parte dos desenhos animados, com o príncipe encantado (isto não existe).

Geramos uma falsa ilusão de que outros nos farão felizes e a dor, vem exatamente desta ilusão.

Aceite o real, compreenda que só você pode se fazer feliz.
Não delegue a sua felicidade nas mãos dos outros.

Quando compreender que sua relação pode ser muita mais do que é, você crescerá. Porque amadurecer é exatamente isto, compreender que somos quem podemos ser. Respeitando e aceitando o outro exatamente como ele é.

Bibliografia sugerida: Gratidão um estilo de vida (Louise Hay). A magia (Rhonda Byrne). Praticando o poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).

Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana

Coach de Mulheres & Terapeuta ThetaHealer® articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me. site: http://totalmentemulher.com.br/


segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Reduza a sua ansiedade.



A ansiedade é um estado de preocupação com relação ao amanhã, o futuro, quando ficamos assim perdemos a alegria do momento presente.

Existem várias gradações da ansiedade, da forma mais suave até chegar na mais extrema, mas todas elas podem ser reduzidas com a prática da meditação diária, sugiro que comece com um minuto por dia e vá aumentando no seu tempo.

O fato da meditação ajudar tanto com relação a ansiedade, reside no fato, que a meditação aplicada ao dia a dia, reduz a quantidade de pensamentos distorcidos, com relação a tudo. Ou seja, ela vai te ajudar a silenciar a mente. Você não precisa ir para um mosteiro, ou para o Tibete para reduzir sua ansiedade, mas vai precisar de esforço e disciplina, para praticar diariamente. 



Porque vai precisar fazer todos os dias, se fizer um dia sim e outro não, já te falo agora, melhor nem começar, porque não terá resultado algum.

Com o passar do tempo, ela se tornará um hábito. Existem alguns aplicativos que você pode baixar no celular que ajudam nesta prática, um deles é o MeditaBK. Uma coisa eu te digo, valerá muito a pena o seu esforço e dedicação.

A nossa mente não está educada ou controlada, ela faz o que bem quer e com isto, nos proporciona ansiedade, medo, irritação e por aí vai a lista é imensa. 



Cabe a cada um de nós, pôr ordem mental, dá trabalho claro, eu digo isto, porque faço práticas diárias comigo mesma, de meditação, afirmações e outras técnicas, mas o ganho que eu tive a médio e longo prazo foram imensos.

Costumo dizer para as pessoas que fazem acompanhamento comigo, seja individualmente ou por cursos, que o processo de autoconhecimento e auto cura, tem começo, no entanto, ele não tem fim, vamos continuar com nossas práticas o resto da vida, se o bem-estar, alegria de viver e paz forem prioridade em nossas vidas.

Gosto de indicar um livro para a leitura que é o: Praticando o poder do agora, do autor Eckhart Tolle, ele explica exatamente o movimento, da cabeça e da essência. Vale a pena ler e praticar, com calma, respeitando o seu próprio processo e fluxo da sua vida.

Bibliografia sugerida: Gratidão um estilo de vida (Louise Hay). A magia (Rhonda Byrne). Praticando o poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).

Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana


Coach de Mulheres & Terapeuta ThetaHealer® articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me. site: http://totalmentemulher.com.br/

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Introversão ou extroversão, respeite o seu jeito.




A teoria do traço da extraversão-introversão é uma dimensão central das teorias humanas da personalidade. Os termos "introversão" e "extraversão" foram popularizados por Carl Jung, embora ambos o entendimento popular e o uso psicológico diferem de sua intenção original. A extraversão tende a manifestar-se em comportamento extrovertido, falante e energético, enquanto que a introversão se manifesta em comportamentos mais reservados e solitários.

A extraversão e a introversão são tipicamente vistos como um único continuum. Assim, ser mais de um modo necessita ser menos no outro. Carl Jung e os desenvolvedores do Indicador do Tipo Myers-Briggs fornecem uma perspectiva diferente e sugerem que todos têm um lado extrovertido e um lado introvertido, sendo um mais dominante do que o outro. 

Em vez de se concentrar no comportamento interpessoal, Jung definiu a introversão como uma "atitude-tipo caracterizada pela orientação na vida através de conteúdos psíquicos subjetivos" (foco na atividade psíquica interna) e a extraversão como "um tipo de atitude caracterizada pela concentração de interesse no objeto externo "(o mundo exterior). Fonte: Wikipédia



Nossa sociedade valoriza muito a pessoa extrovertida e muitas vezes aquela que tem o temperamento introvertido, se sente inadequada e, portanto, força a sua situação interior, praticando a extroversão.

Como sempre falo a respeito do auto respeito e autovalorização, ninguém ganha absolutamente nada com qualquer tipo de situação forçada, na verdade, isto gera um grande transtorno e um grande mal. 

Não conseguimos sustentar um comportamento que não é nosso por muito tempo, isto sempre irá gerar alguma dor física, emocional ou psicológica. 



Convido você aqui neste artigo a fazer uma autoanálise de como se sente melhor e com isto ser mais verdadeira com você. Se não se sente bem indo para alguma festa, ou ficando no meio de um grupo com várias pessoas conversando sobre futilidades, porquê se forçar?

Faça o que gosta independente do que os outros vão pensar a respeito, pratique a sua autenticidade. Quer retomar o seu poder de volta? O caminho é este, praticar o que gosta.

É introvertida? Seja introvertida.

É extrovertida? Seja extrovertida.

Quebre as regras e os padrões, que são ditos como os certos. Os extrovertidos possuem características positivas e os introvertidos também. Está na hora de mudarmos as velhas crenças, que o bom é ser extrovertido, ser amigo de todos, falante e tudo o que geralmente os extrovertidos fazem.
Bom é o que faz bem para cada um em sua própria individualidade.

Bibliografia sugerida: Gratidão um estilo de vida (Louise Hay). A magia (Rhonda Byrne). Praticando o poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).

Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana

Coach de Mulheres & Terapeuta ThetaHealer® articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me. 

Site: www.totalmentemulher.com.br

Receba nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

Deixe o seu email aqui para receber nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...