Público de Novos Hábitos

On line agora

quarta-feira, 10 de julho de 2013

A vida te trata, como você se trata...(Gasparetto).




Ouvi esta frase esta semana e gostei muito.
Não existe maior verdade do que esta.
A vida te trata como você se trata (Gasparetto).
Então o que precisa ser feito é...
Uma autoanálise para compreender em que ponto está se maltratando.
Fico só observando o quanto existe o "prazer" da autodestruição.
Quer ver:
"Não sei por que ele me maltrata e eu ainda o amo".
"Não sou valorizado na empresa na qual trabalho".
"Minha família não me suporta e eu idem".
"Detesto o meu corpo, mas amooooooo picanha".
"Ele terminou comigo, mas quero-o de volta eu o amoooooooooo demais".
Observe que em todos estes comentários, falta um ponto. A decisão da mudança.
E colocar-se em primeiro lugar.
Porque colocar sempre os outros ou se maltratar desta forma?
Cadê a energia pessoal?
Será que você é tão imprestável assim, ou só está faltando um pouco de amor próprio?
Fico vendo no face book os comentários.
Eu me amo acima de tudo, confio em Deus e etc.
Daí você conversa com esta pessoa e vê que a vida dela está um caos.
Ou seja, fala-se muito, percebe-se pouco, faz-se menos ainda.
Olhar no espelho e enxergar o verdadeiro autor (a) da sua dor, TU MESMO.
Encare a verdade e mude.
De acordo com o Prof. Felipe Lima do LFG, tire esta Hello Kitty do seu corpo e deixa o capitão Nascimento entrar. Traduzindo... Assuma você, ajude-se e pare com este negócio de Hello Kitty da vitimização.
A vida te coloca aonde você se põe (Gasparetto).
Simples assim.

Forte abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

Deixe o seu email aqui para receber nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...