Público de Novos Hábitos

On line agora

domingo, 24 de janeiro de 2016

O que você faria se não tivesse medo 1?




Por Adriana Mantana

O que você faria se não tivesse medo?
Esta pergunta é para refletir e avaliar o que já perdeu na vida, por causa disto. Além de perceber o quanto, tem desejos, mas possui até falta de vontade de pensar em quê.
Medo de quê?
Pare a leitura, faça esta pergunta e sinta no corpo a resposta.
Qual a razão de viver uma vida pela metade?
Passe um tempo com você para se avaliar e ver o que realmente está errado, e saiba você ainda tem tempo para consertar.
Não queira ignorar o medo, pois ele é uma fonte de RESISTÊNCIA em tudo na sua vida.
Você pode tentar tudo, mas se não tirar esta trave, vai continuar preso em uma cadeira psíquica.
Vá até onde precisa ir, se for na infância, vá até lá.



Se for na adolescência, vá até la.
Independente da idade que for, encare.
Veja o que precisa ver.
Mas faça tudo com AMOR e sem se condenar.
Olhe para os seu passado e SE ABSORVA de tudo. Abandone o banco de réus, da sua consciência. Acredite, você fez o melhor que pôde, com a cabeça que tinha na época.
Se condenar só reforça o MEDO que sente, e te impede de agir.
Você pode ir na palestra motivacional que quiser; se por dentro não estiver bem, será o mesmo que colocar um tampão sobre um câncer de pele. Ou seja leve a sério o que precisa ser levado a sério.
Ou prefere expurgar seus medos com algum tipo de doença? Porque isto somatiza.
E detalhe não adianta culpar os outros, sua família, sua origem e blábláblá.
Vamos curar o que precisa ser curado. E só assumindo a responsabilidade por sua vida, conseguirá isto, ninguém e vítima de ninguém. Tudo acontece com a NOSSA permissão. Cure-se!
Não consegue sozinho?



Busque ajuda.
Só não aceite passar pela vida, pela METADE.
Permita-se ser INTEIRO.
Busque a resolução do que precisa ser resolvido.
Deixe morrer, o que PRECISA que morrer.
Mas compreenda o que te faz ficar parado, não para ficar contemplando a dor, mas para AGIR e ter a cura e consequentemente alcançar outros resultados.

Vá além do óbvio.

Abraços de luz.


quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Procure o caminho do meio...



Por Adriana Mantana

Procure o caminho do meio.
Nem 8, nem 80.
Para encontrar este caminho é preciso disposição e verdadeira vontade de SE conquistar.
Os desequilíbrios geram desgaste emocional, físico, financeiro e psicológico.
Evite o desgaste e a somatização (quando o desequilíbrio atinge o corpo).
Pelos atendimentos realizados por mim, sei que não é uma tarefa fácil.
E posso dizer não só pelos atendimentos, mas em minha própria prática diária, vale muito a pena ter o domínio de si mesmo.
Sabe aquela situação que agiu de uma forma... Daí você se arrependeu na sequência, pois é... estou falando dela.
Olhar para trás e perceber o extremismo, não para se punir, mas para se conhecer e ver o que deseja eliminar da sua vida.
Não precisa se preocupar, o lugar em que você está agora é o ideal, para começar a prática do autoconhecimento e autodomínio.
Olhe-se.
Observe os resultados que teve durante a sua vida, pela presença do extremismo e veja, o que ganhou e o que perdeu com isto.
Pondere e veja se realmente é interessante para você mudar.
Trabalhar isto em si mesmo.



Existe a energia ying e yang.
“O princípio de Yin e do Yang - os elementos masculino e feminino da Natureza - é o princípio básico de todo o Universo. É o princípio de tudo quanto existe na Criação. Efetua a transformação para a paternidade; é a raiz e a fonte da vida e da morte, e também encontra-se no tempo dos deuses. Fonte: Wikipédia

Yin Yang é um princípio da filosofia chinesa, onde yin e yang são duas energias opostas. Yin significa escuridão sendo representado pelo lado pintado de preto, e yang é a claridade. A luz, que é uma energia luminosa e apresenta-se de maneira muito intensa, é o yang, e a luz  muito fraca, é o yin.  Segundo os chineses, o mundo é composto por forças opostas e achar o equilíbrio entre elas é essencial. Fonte: http://www.significados.com.br/ying-yang/


Qual é o seu meio termo?
O que te define?
Nem mulher demais, nem homem demais.
O equilíbrio.
Tire um pouco o foco do celular, TV e todos os outros fatores externos. Reserve um tempo para se conhecer, se namorar, perceber quais são seus limites e valores mais preciosos.
O que realmente IMPORTA para você?
Se agora fosse o último momento da sua vida, o que, como e com quem desejaria estar? E por quê?
O que realmente faz o seu coração cantar?
Busque-se.
Não espere a dor, para te fazer acordar.
Seja proativo com a sua vida.
Afinal, você está com você 24 horas por dia, durante os 365 dias do ano.
Se não está bom ai dentro de você, o que pode fazer para mudar isto?
Sinta.
Ouça.
Veja.
VOCÊ!



Qual é o caminho do meio?

Abraços de luz.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Pare de tentar CONTROLAR a sua vida... Decida-se.


Por Adriana Mantana

Pare de tentar controlar a sua vida, observe como o rio passa e leve esta sabedoria para a prática.
Tente controlar um rio e verá o quanto é difícil.
Não represe sua vida com as tuas mãos.
Geralmente a dor nasce do suposto CONTROLE que devemos ter.
E o fato é que a vida não irá te pedir permissão, ela vai acontecer.
Quanto mais flexível você for, menos sofrerá.
Pare de querer que o mundo pense como você.
As pessoas e o mundo são o que são.
E o fato é que temos tanto trabalho dentro de nós, que sinceramente é complicado querer controlar o mundo, as pessoas e a vida.


No post anterior falei a respeito de sermos cíclicos.
Não somos estáticos e no fundo sabemos disso.
Mas tiramos fotos, e queremos viver do passado.
Imaginamos o amanhã, e queremos viver disto.
Frustração, ansiedade e nervosismo são normais para uma vida sem ACEITAÇÃO ao que é.
Compreender que a vida não PERMITE o controle.
Compreender que tudo flui na natureza.
Que ninguém, realmente não É IGUAL A NINGUÉM.
Praticar o autoconhecimento, para saber como você realmente funciona, reage e sente, te fará um bem tão grande que não consigo nem mensurar para você neste texto.


Aceite que a vida te apresentará o que for melhor para você naquele momento.
Que existe o nascimento e a morte de ciclos.
Mate aquilo que PRECISA morrer, para o novo surgir.
ACEITE as pessoas como elas são.
Não tente REFORMAR O MUNDO.
Ao invés disto reforme-se por dentro.
Compreenda, que não digo para ser submetido a maus tratos, ao contrário.
Esteja aonde você se sinta bem, com quem se sinta bem.
Sem controlar e cobrar os outros.
PARE DE SE QUEIXAR!
Temos sempre duas escolhas: ACEITAMOS A SITUAÇÃO e paramos de reclamar com o mundo a respeito, OU DEIXAMOS A SITUAÇÃO e seguimos o nosso caminho sem lamentar.
Se está bom fique e não reclame (deve ter alguma coisa boa na situação, você deve estar ganhando alguma coisa com ela). Se não está bom, saia (você não ganha nada na situação).
Cuide de você.
Utilize o seu tempo, para se fazer feliz.


Deixe a sua vida fluir.
Aceite.
Conheça-se.
Ame-se.
Fique ou saia da situação.

Abraços de luz.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Somos cíclicos, compreenda como você funciona e respeite isto.


Por Adriana Mantana

Somos seres cíclicos, assim como a natureza.
Resolvi escrever sobre isto, pois aqui em Goiânia está chovendo bastante nestes últimos dias. E aqui "sempre" faz sol.
Então retomando o assunto, nem sempre estamos alegres, nem sempre estamos tristes, nem sempre estamos decepcionados.
Pratique a auto observação, tudo em volta termina, para outro ciclo começar.
A fome por exemplo, quando sentimos e na sequência comemos, este ciclo encerra, para logo mais começar tudo de novo.
Quando você estiver feliz, perceba isto, claro que nós gostamos deste estado emocional, no entanto, este ciclo se encerra por algum momento e outro se inicia, por exemplo, a tristeza, ou a decepção.
Não fuja disto, se abra para sentir, para se concentrar na dor, veja o que ela quer te dizer.


Quanto mais você fugir disto e não olhar para o que dói, mais vai demorar encerrar este ciclo, para o ciclo da Alegria retomar.
O grande problema é que quando estamos tristes, não nos permitimos ir na profundidade desta sensação, daí corremos para os outros (começamos a culpar e apontar o dedo), o fato é que o processo da dor é só seu. E só você consegue cuidar disto. Não adianta culpar ninguém, enquanto não souber lidar com você, será uma pessoa frágil e machucável.
Entenda que tudo flui e nada é estático, nem que você queira controlar a sua vida, ela continuará seguindo o seu fluxo natural, sem a sua PERMISSÃO.
Comece a levar a sério os teus processos interiores, se não observar isto por livre iniciativa, a doença te fará PARAR, para você começar a enfrentar os ciclos.
Se há tempo para plantar e colher na natureza, por que só devemos valorizar um estado emocional?
Ame até o seu lado mais escuro.
Ame sua luz e sua sombra.
Se não estiver bem, assuma isto, fique com você nestas horas, se auto apoiando.
Se estiver com vontade de chorar, chore.
Se for homem, trabalhe com as crenças interiores, UMA BOBAGEM DIZER QUE HOMEM NÃO CHORA. Afinal, todos nós temos dores, alegrias e sentimentos, somos humanos.
O filme da Disney, Divertidamente trabalha bem isto, alternando as emoções, e só quando a garotinha, permite que a tristeza exista, ELA MELHORA e passa para os outros ciclos.


Respeite-se.
Compreenda como você realmente funciona.
Saiba que todos nós somos cíclicos.
Permita-se SENTIR.

Abraços de luz.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Como está o seu ânimo? Você morreu ou ainda está vivo?



Por Adriana Mantana


Ânimo: Condição do espírito; alma ou espírito.

Excesso de determinação diante de uma circunstância perigosa; coragem. Que diz respeito ao temperamento; inerente à índole; gênio: ânimo pacífico. Ação de manifestar sua própria vontade e/ou desejo; intento. Em que há força; que expressa excesso de coragem; força: é preciso ânimo para superar as dificuldades Fonte: http://www.dicio.com.br/animo/.

Estava fazendo pesquisas sobre a palavra ânimo, na parte de imagens propriamente dita e detalhe, a maioria veio imagens de desânimo. Bom não foge muito a realidade da maioria das pessoas.

A grande questão é como ter mais ânimo, vontade de viver, mais ALMA em qualquer coisa que faça. Infelizmente a maior parte da população tem o péssimo hábito de não se observar, é um tal de colocar tudo debaixo do tapete, para o tempo curar. E ir levando, fazendo um monte de coisa e ir se anestesiando, o fato é que mais cedo ou mais tarde, a alma vai gritar, e o grito dela vem em forma de desânimo, as coisas parecem que perdem o sabor, tudo fica meio insonso.

Ninguém se alimenta sem vontade, e mesmo depois de ter comido, continua comendo, continua comendo, até não aguentar mais e vomitar. No entanto, a maioria intuba sentimentos, não fala o que pensa, com medo de magoar o outro. 
Daí eu me pergunto, ela não pode magoar o outro, mas magoar ela mesma, isto ela pode?
É muita maldade consigo mesmo.
Isto não fica barato, o preço é muito alto pelo auto abandono.
Vou dar alguns exemplos: Trabalhar com aquilo que não gosta, estar em uma relação por fachada, manter amizades (mesmo sabendo que são falsos amigos), não dizer não QUANDO SE TEM VONTADE, deixar aquilo que gosta de fazer enterrado. 
Outra coisa.... Parar de dançar porque não tem mais idade para isto.
Não estudar porque não tem mais idade para isto.
Não namorar porque não tem mais idade para isto.
Então na verdade, vou te contar um segredo, você MORREU.
E o que quero fazer com este post é te ressuscitar para si mesmo.

Coloque-se e prioridade e comece este ano DIFERENTE.
Faça tudo por você, liste o que gosta e o que deixou de fazer com o tempo e FAÇA.
Para de dar tanto ouvido para os outros.
Diga mais NÃO para os outros e mais SIM para você.
Tire você da prateleira e também do caixão.
Lembre-se da época que era mais feliz na vida e VOLTE A FAZER O QUE FAZIA.

Volte a vida.

Está nas tuas mãos, só você pode fazer isto.
Permita-se, Cuide-se, Ame-se.



VIVA AGORA!

Abraços de luz.


sábado, 9 de janeiro de 2016

Desbloqueie o coração parte 3...


Por Adriana Mantana

Continuando o assunto sobre o desbloqueio do coração.
Bom pensando que você já fez as tarefas das postagens 1 e 2, vamos agora prosseguir neste assunto tão delicado e que mexe com todas as nossas estruturas, por acessarmos as nossas emoções de forma tão intensa.
Hoje quero que você faça o seguinte...
Liste em uma folha de papel tudo o que a pessoa que "te magoou", fazia que você gostava e que sente, hoje, falta em sua vida.
Exemplo: Dava carinho? Dava atenção? Dava apoio?
Não se esqueça de nada, pare a leitura e se concentre nesta atividade, só volte a ler quando concluir esta tarefa.
Agora, quero que comece a se dar, tudo o que você escreveu, isto mesmo, você fará por você.
Se colocou carinho, atenção e apoio, Quero que encontre formas de fazer isto por você. Por exemplo se você gosta de ir ao cinema, vá e no momento que for, diga para si mesmo (a), este carinho e atenção são só para você.
A mesma coisa com relação ao apoio, se DÊ apoio, por exemplo, se você errou por algum motivo, diga para si mesmo (a), isto foi bobagem eu estou do seu lado, vamos superar isto. Diga coisas positivas para você.
Sei que não é simples, isto requer disciplina e vontade para se curar.
Mas eu te digo, vale a pena, pois realmente funciona.
Com qual frequência você fará isto? Diariamente, durante 21 dias. Você escolhe o horário que melhor se adaptar.
No inicio do texto coloquei entre aspas "te magoou", pois ninguém magoa ninguém, nós que permitimos que isto ocorra. Este será um assunto que explicarei nas postagens futuras.
Quem segue meu blog há algum tempo, percebeu que reativei as postagens diárias (me deu vontade de retomar isto).
Então estou com você neste início do ano, para trabalharmos juntos (as) em sua cura afetiva, para desbloquear os teus caminhos e conseguir ter uma vida mais próspera em todas as áreas, pois esta área afeta todas as demais.
Lembre-se você tem dois caminhos, não fazer nada a respeito e continuar guardando mágoa e permanecer bloqueado (a), e ter sua vida como está, OU CONSTRUIR UMA NOVA HISTÓRIA COM NOVAS ATITUDES e mudar o rumo da sua vida. A escolha é sua.
Permita-se, cure-se, AME.

Abraços de luz.



quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Desbloqueie o coração Parte 2...




Por Adriana Mantana

Continuando com o assunto... Desbloqueie o seu coração, agora parte 2.
Todos nós temos várias áreas em nossa vida, a profissional, a familiar, a pessoal, a financeira, a saúde e a AFETIVA.
Dentre elas a que mais deixa marcas é a AFETIVA, pois ela mexe com as emoções e se não soubermos digerir ou lidar com ela, ficamos profundamente afetados. E isto afeta TODAS AS OUTRAS ÁREAS.
Sem o afeto o ser humano se monstrifica, causa danos não só a ele, mas para toda sociedade.
Muitas vezes em meus atendimentos recomendo, que o meu paciente ou minha paciente, se DÊ afeto e faça os exercícios que coloquei no post número 1 deste assunto, aqui no blog.
Ter o cuidado consigo mesmo (a).
Já peguei situações em que a pessoa gostaria muito de se relacionar, no entanto, ninguém se aproximava dela. Dai eu fazia algumas perguntas e descobria que ela tinha bloqueado este fluxo, com a crença de falta de merecimento, ou MEDO de se machucar novamente. Tendo este tipo de crença ou pensamento, realmente o SISTEMA de defesa dela, bloqueia qualquer tipo de aproximação de um par legal, Só aparecerão pessoas comprometidas, com sérios problemas e outros fatores complexos (perceba que isto é o bloqueio, pois a pessoa no fundo teme o compromisso, dai aparecem pessoas que não tem nada haver com ela).
Ou a pessoa enfrenta a situação de frente, ou continuará na carência dizendo que não há pessoa que preste neste mundo.
Como assim?? Com tantas pessoas no mundo não tem uma que preste??
A questão é: Será que realmente vale a pena ter este bloqueio, por uma dor não superada do passado?
Que detalhe, nem existe mais, a não ser na cabeça da própria pessoa?
Se dê a chance de refazer a sua vida.
Cure-se.
Ame-se.
Permita ser amado (a).


No seu jardim só nasce o QUE VOCÊ QUER!!!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Desbloqueie o coração Parte 1...


Por Adriana Mantana

Seu coração foi ferido?
Acha complicado se envolver novamente?
Não adianta fugir e ficar seco (a), por dentro.
Existem muitos tipos de fugas... Exemplos:
Trabalho, comida, sexo e álcool tudo em excesso.
Não adianta fugir e ficar com inveja, ou no fundo, lamentando o fato de não "ter" ninguém para se aconchegar.
Só você pode se curar. Permita-se!
Já ouvi muitas pessoas dizerem, ah Adriana eu já encostei a chuteira... Espero que não seja o seu caso, mas se for... Será que realmente deseja isto para sua vida?
Tudo o que acontece em nossa vida, é um reflexo do que pensamos, do que ACREDITAMOS, ou seja as crenças.
Elas podem nos limitar ou nos impulsionar.
Quando ACREDITO que o amor não é para mim, ou que não MEREÇO ser amado (a), ou que ninguém presta. Bom daí me LIMITO, ficando desta forma sozinho (a).
Quer mudar este cenário?
Então pegue um papel e caneta e escreva tudo o que te magoou no passado.
Leia o que escreveu SUA FORÇA VISCERAL, diga... Isto não tem mais força sobre mim, EU ASSUMO A RESPONSABILIDADE POR MINHA VIDA, Eu comando a minha mente, e o meu passado não tem mais força sobre mim.
Isto só funciona, se você fizer SENTINDO.
Diga em voz alta, ou só na sua mente.
O mais importante é visualizar a pessoa que te decepcionou, e dizer isto tudo olhando para ela, através dos teus olhos mentais.
Solte o que te magoa, não fique agarrado (a) com a brasa que te queima por dentro.
A pior mentira é aquela dizemos para nós mesmos.
Todo ser humano anseia por afeto.
Cure-se.
Ame-se.
E se permita SENTIR.



Abraços de luz.




terça-feira, 5 de janeiro de 2016

A dor só vai passar, se você OLHAR para ela...




Por Adriana Mantana

Existem alguns momentos que são verdadeiros chamados.
A sensação de um vazio, uma falta de paz, de entusiasmo e vontade de viver.
Daí paramos para sentir o que está havendo, mas nada faz muito sentido.
Muitas vezes precisamos nos perder, para realmente nos encontrar.
Engraçado é que se algum prego, entra em nosso pé, paramos para retirar. Mas quando a coisa está dentro de nós, não temos a mesma disposição e deixamos o tempo curar, no entanto não cura. Na verdade tudo aquilo que fugimos AUMENTA.
Com o tempo, vem a sensação de vazio, de uma vida sem sentido, de falta de gosto para fazer ou experimentar o novo.
Vem o medo.
A dúvida.
E o chamado surge, este chamado é para você olhar para alguém que foi há muito tempo abandonada. Faz quanto tempo que você não faz o que realmente gosta? Não estou dizendo coisas grandes, mas pequenas coisas. Dançar, ir no cinema, ouvir uma boa música, escrever, namorar, ver alguém que ama ou qualquer coisa que você gostou um dia, mas que por um motivo ou outro deixou de fazer.
Você PRECISA de você.
ESTE É O CHAMADO, VOCÊ PRECISA DE VOCÊ.
E estou aqui hoje para te dizer isto.
O prego que está por dentro, só você consegue retirar.
Em meus atendimentos, costumo dizer que não é fácil, olhar para aquilo que dói a muito tempo, mas a cura só vem se isto acontecer.
Olhe e veja todos os detalhes.
Diga para sua cabeça que é você quem manda, para ela parar com a arruaça. Você tem o controle.
Neste ano novo... faça algo diferente, para realmente fazer o seu ano valer a pena.
A melhor forma de quebrar crença antiga é a meditação. Não precisa ficar na posição de lótus, você pode se sentar confortavelmente em uma cadeira, ou se deitar (desde que não durma).
Desejo para você este ano... Meditação, auto domínio e auto cura.
Comece hoje... Medite por um minuto, pratique e veja os resultados.

Abraços de luz.

Receba nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

Deixe o seu email aqui para receber nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...