Público de Novos Hábitos

On line agora

segunda-feira, 27 de julho de 2015

O vício da dependência do outro...

Por Adriana Mantana

A dependência faz a pessoa se sentir uma marionete nas mãos do outro. Mas perceba não existe vítima, você está onde se pôs (Gasparetto). Então comece sua mudança agora, costumo dizer que a pessoa só faz algo por si, quando finalmente chega no fundo do poço. E de lá a saída é por CIMA.
O seu mundo muda, quando você muda.

Os sintomas mais comuns da dependência psicológica (Wikipédia):
  • Muita ansiedade;
  • Dificuldade de concentração;
  • Desejo constante e persistente pela fonte do vício;
  • Problemas de sono (dormir muito mais, acordar várias vezes ou ter insônia);
  • Alteração bem significativa na alimentação (comer muito mais ou muito menos);
  • Inquietude;
  • Mau humor;
  • Irritabilidade e impaciência;
  • E agressividade (voltada a outros e/ou a si mesmo).
O melhor caminho é reconhecer a situação e se dedicar no autoconhecimento, pois assim o percurso vai ficando mais claro.

Quando assumimos a vida do outro como nossa, automaticamente nossos interesses, sonhos e vontades ficam em segundo plano. Sendo assim é preciso compreender, mais principalmente trabalhar a questão (nós somos nós e os outros são os outros).
Caminhar com as próprias pernas.
O relacionamento só é bom quando é saudável, caso contrário, só teremos dores.
É preciso coragem para encarar esta dependência de frente e realmente desejar mudar este quadro, sair da dependência e se tornar independente.
Afinal, além de ser horrível para quem sente a dependência na própria pele, o outro não valoriza nem um pouco.
Gostamos de pessoas ADMIRÁVEIS e quando estamos em um quadro de dependência não conseguimos ver o quanto ficamos RIDÍCULOS.
Não consegue sozinho?
Procure ajuda, não se conforme com a dor.

Seja feliz agora, do seu jeito.

Fique na luz.

domingo, 26 de julho de 2015

Não desista de você.

Por Adriana Mantana

Nunca desista de você.
O melhor é enfrentar, olhar bem o que está incomodando e se perdoar por tudo.
Compreenda que você, faz sempre o melhor que pode.
O melhor caminho é o autoconhecimento, saber exatamente como você funciona.
Porque muitas vezes em várias situações simplesmente paralisamos, paramos e não conseguimos ir adiante, pelo simples fato de não nos conhecermos.
O autoconhecimento, gera a cura.
Não tenha medo de ver todas as suas faces.
Pare com este negócio de imperfeição e pecado.
Afinal, todos nós estamos no caminho.
Quedas existem para aprendermos com elas, só isto.
Nada de ficar se martirizando.
Ao invés disto, olhe todas as coisas boas que conseguiu.
Se parabenize, valorize o que fez.
Se dê atenção.
Se dê amor.
Se apoie em você.
Seja seu melhor amigo.
É muito bom quando nos sentimos bem em nossa própria pele.
Então largue o auto abandono e se cuide melhor.
Sem se auto punir, ou se maltratar.
Coloque-se em primeiro lugar NA PRÁTICA.
Os outros não são tão importantes assim.
Pois se você estiver mau por dentro, nem seu amor, amigo ou familiar farão você se sentir melhor.
Seja o amor da sua vida, que tudo se faz.
Primeiro por dentro, depois o por fora acontece.
Pare de tentar consertar as pessoas, elas são o que são.
Viva com a realidade, acabe com a ILUSÃO DA PESSOA/SITUAÇÃO perfeita, estas coisas só geram expectativas que fazem sofrer. Então pare tudo E VIVA NO REAL.

Seja feliz agora, do seu jeito.

Fique com a luz.

Receba nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

Deixe o seu email aqui para receber nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...