Público de Novos Hábitos

On line agora

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Eu quero, eu posso e eu vou...(Tempo de mudar)



Por Adriana Mantana

Eu quero, eu posso e eu vou.
Quando temos este tipo de determinação nada no mundo tem poder sobre nós.
O poder está dentro de cada um de nós.
Não  temos noção de nossa força, até que a vida nos presenteia com a oportunidade de melhoria através da dor.
Mas não precisa ser assim.
Reserve um tempo para você.
Cuide-se.
Olhe-se com carinho.
Afinal, você só tem a si mesmo.
Nascemos e morremos sozinhos.
Então curta-se, tenha prazer com a sua presença.
Estude os teus defeitos e as suas qualidades.
Faça uma reforma intima.
Não espere que a dor bata em sua porta.
Nunca abandone você mesmo.
Esta é a pior forma de rejeição.
Viva no presente.
SEJA PRESENÇA.
Quando vivemos no agora, o passado perde a força e o futuro também.
Mate o seu passado todos os dias, você não precisa dele.
Só o seu EGO que aprecia a presença do passado e a necessidade de um futuro.
Viva o SEU SER, seja consciente.
Desapegue-se da dor.
E para isto viva no presente.
Treine, treine e treine.
Porque chegará o dia em que isto será predominante NATURALMENTE.

Seja feliz agora, DO SEU JEITO.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Eu descobri... (Meu caminho é cada manhã)...



Por Adriana Mantana

Tudo está aqui dentro neste exato momento.
Não existe esta de problema, dor ou alegria lá fora.
Lá fora, sempre será lá fora.
E eu estou aqui, dentro de mim.
Vivendo o momento, me permitindo.
Sendo.
Pare tudo e olhe para sua lua interna, seu verdadeiro eu.
Não estou falando da sua voz, dos pensamentos.
Isto não é você.
Você é bem mais do que isto.
Tu és presença.
Seja isto.
Sinta.
Existe uma grande confusão com relação aos pensamentos.
Mas entenda, isto não é você, trata-se de uma ilusão.
No qual muitas vezes ficamos presos ou no passado ou no futuro.
É uma grande loucura, porque a vida está acontecendo agora.
E todos nós sabemos disto, mas não vivemos.
Não sei você, mas eu estou vivendo no agora.
Sou presença.
Não se importe com o que os outros vão pensar.
Confie em você.
Se apoie.
Faça agrados para você.
Tenha um compromisso com o seu verdadeiro SER.
Abra as tuas portas.
Desligue-se do seu passado.
Não viva e reviva tuas dores.
Aprenda a lição e siga sua vida, NO PRESENTE.
Sinta isto neste momento.

Agradeça o que passou e siga!!!

Seja feliz agora, do seu JEITO!

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

A gente se acostuma...



Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.

A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor. E, porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora. E, porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas. E, porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz. E, à medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.

A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado porque está na hora. A tomar o café correndo porque está atrasado. A ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem. A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado. A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.

A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra. E, aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja números para os mortos. E, aceitando os números, aceita não acreditar nas negociações de paz. E, não acreditando nas negociações de paz, aceita ler todo dia da guerra, dos números, da longa duração.

A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir no telefone: hoje não posso ir. A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta. A ser ignorado quando precisava tanto ser visto.

A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita. E a lutar para ganhar o dinheiro com que pagar. E a ganhar menos do que precisa. E a fazer fila para pagar. E a pagar mais do que as coisas valem. E a saber que cada vez pagar mais. E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas em que se cobra.

A gente se acostuma a andar na rua e ver cartazes. A abrir as revistas e ver anúncios. A ligar a televisão e assistir a comerciais. A ir ao cinema e engolir publicidade. A ser instigado, conduzido, desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos.

A gente se acostuma à poluição. Às salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro. À luz artificial de ligeiro tremor. Ao choque que os olhos levam na luz natural. Às bactérias da água potável. À contaminação da água do mar. À lenta morte dos rios. Se acostuma a não ouvir passarinho, a não ter galo de madrugada, a temer a hidrofobia dos cães, a não colher fruta no pé, a não ter sequer uma planta.

A gente se acostuma a coisas demais, para não sofrer. Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá. Se o cinema está cheio, a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço. Se a praia está contaminada, a gente molha só os pés e sua no resto do corpo. Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana. E se no fim de semana não há muito o que fazer a gente vai dormir cedo e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado.

A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele. Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se de faca e baioneta, para poupar o peito. A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que, gasta de tanto acostumar, se perde de si mesma.

Marina Colasanti

Página na Web: http://www.mensagemespirita.com.br/mensagem-em-video/307/a-gente-se-acostuma?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+MensagemEsprita+%28Mensagem+Esp%C3%ADrita%29

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Você Realmente quer mudar?



Por Adriana Mantana

O poder do agora é fantástico, no entanto resistimos, pois é muito melhor permanecermos na ilusão do passado e na expectativa do futuro (Que sempre ficará no futuro). A grande questão de estarmos realmente no presente, se deve ao fato de termos que inevitavelmente "olhar em nossos olhos", encarar nossos medos e angústias e realmente caminhar.
Dói perceber o quanto somos reféns de nós mesmos e nossos pensamentos cíclicos. Mas a mudança está em nossas mãos, a decisão de estar no AGORA requer grande maturidade e presença de nossa parte.
Daí pergunta-se:
Até que ponto a DOR machuca, para realmente mudarmos de atitude perante nós mesmos?
Nada nem ninguém tem força sobre nós, a não ser que este poder seja entregue por nossas mãos.
O nosso poder pessoal é fantástico, ele sempre está a nossa disposição.
Basta ter a vontade e o real desejo de mudar de vida em todos os aspectos.
Chega um momento na vida, que a comida fica sem graça, os relacionamentos não são satisfatórios.
Neste momento chegamos na decisão de ESTARMOS conosco.
Fique com você!
Esteja EM VOCÊ!
Afinal, a única certeza que teremos é que vamos ter a nossa companhia para sempre.
Então seja BOM para você!

 Seja feliz AGORA, do seu JEITO!
 
 

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Mudanças...



Por Adriana Mantana

A única certeza que temos são as mudanças.
Elas acontecem independente de nossa vontade.
Então se já sabemos disto, temos que nos adequar a esta realidade.
Para quê sofrer se já sabemos deste fato.
E a vida realmente muda o tempo todo.
Hora estamos aqui, hora ali.
E assim a vida vai caminhando.
Claro que é preciso ter uma meta, uma direção.
Se não tivermos isto muito bem estabelecido, corremos o sério risco de nos perder pelo caminho.
Daí surgem os transtornos desnecessários.
A vida não é algo que acontece conosco, na verdade a vida nos responde.
De acordo com o nosso direcionamento, força, foco e ATITUDE POSITIVA.
Acho graça, algumas pessoas se dizem otimistas, mas se formos olhar a fundo, não passa de uma pintura, porque viver na positividade é um desafio, que requer disciplina, foco e muita vontade.
Não sei para vocês, mas vida é linda demais para perdemos com lamuriação e pessoas que só sabem reclamar.
Pelo Amor de Deus, até quando o culto da reclamação vai existir?
Mas fazer o quê vamos respeitar.
Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que se é.
Então PAZ e CIÊNCIA.
Vida que segue.
No entanto todos nós temos a escolha de andar com quem desejamos.
Temos o livre arbítrio.
Seja feliz agora, DO SEU JEITO.

Forte abraço.

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Pés na grama...



Por Adriana Mantana

Se a escuridão tentar me fechar, eu não permito.
Sombras serão sempre sombras.
É só acender a luz.
Não existe medo.
Aquilo que alimentamos cresce, isto é um fato.
Então que venha o arco-íris, o sol, a estrela e a lua.
... Quero que cresçam muito.
O gigante acordou, ele está aqui presente.
Aliás sempre esteve.
Chega de mediocridade, de falsas promessas.
Quero mais é sentir de verdade o sabor do sorvete, a grama nos pés.
Liberdade te quero inteira.
Voar, libertar, ser, viver, sorrir e cantar.
A vida começa agora e todos os dias.
Seja feliz do seu jeito!
 
Forte abraço.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Poder pessoal...



Por Adriana Mantana

Eu me amo tanto.
Do meu jeito, da minha forma.
Eu não me prendo mais, não temo mais.
Eu devo lealdade a minha própria natureza.
Eu estou do meu lado e nada ficará contra mim, pois eu estou comigo.
Não estou sozinha.
... Não me abandono.
O erro que me ensina.
Ficarei comigo para sempre.
Não me interessa o que os outros vão pensar.
O que realmente me importa é como eu me trato.
Portanto eu me respeito.
Minha natureza é divina, assim como tudo que existe.
Estou relaxando comigo.
Eu me permito.
Me compreendo.
ME ACEITO COMO SOU.
Tão bom ser feliz, como se é.
Estou aqui, agora, comigo mesma.
Livre, feliz e plena.
Ver mais
 
Forte abraço.

Receba nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

Deixe o seu email aqui para receber nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...