Público de Novos Hábitos

On line agora

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Preocupação...com a vida alheia...



Não paro de pensar no motivo real de estar aqui na Terra.
Qual a minha missão?
Gosto muito da frase:
Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz.
Madre Teresa de Calcutá
Acredito muito nisto, faço o possível para que isto sempre aconteça.
Não somos perfeitos, no entanto é o nosso dever buscar a melhoria contínua e sermos agentes de mudança.
Afinal o nosso mundo, nós mesmos construímos.
A responsabilidade TOTAL de nossa vida, não está no outro. Ela é nossa!
Então se algo não está atendendo nossa expectativa, a tristeza ou qualquer sentimento não feliz, habita nosso ser, cabe a nossa reflexão.
Onde posso melhorar?
Pois o mundo é feito pelo somatório de todos os "mundos individuais".
Então somos responsáveis por tudo que acontece no globo terrestre.
Fico profundamente triste, quando alguém vem falar mal ou criticar outra pessoa que não está presente para se defender. Perco a confiança totalmente neste tipo de pessoa, pois se foi capaz de falar ou criticar alguém, o que me garante que não falará de mim?
Desculpe-me quem gosta de maledicência, mas não sou adepta deste tipo de coisa.
Acredito que temos coisas mais importantes para preocupar do que perder tempo com este tipo de coisa.
Devemos investir mais tempo na reforma intima, na reflexão e melhoria interna.

“Porque vês tu, pois, o argueiro no olho do teu irmão, e não vês a trave no teu olho? Ou, como dizes a teu irmão: Deixa-me tirar-te do teu olho o argueiro, quando tens no teu uma trave? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então verás como hás de tirar o argueiro do olho de teu irmão.” (Mateus, VII: 3 a 5).

"Seja a mudança que você quer ver no mundo".
Gandhi

Abraços fraternos.

Adriana Mantana.



terça-feira, 29 de novembro de 2011

Para o resto de nossas vidas...


Existem coisas pequenas e grandes, coisas que levaremos para o resto de nossas vidas.
Talvez sejam poucas, quem sabe sejam muitas, depende de cada um, depende da vida que cada um de nós levou.
Levaremos lembranças, coisas que sempre serão inesquecíveis para nós, coisas que nos marcarão, que mexerão com a nossa existência em algum instante.
Provavelmente iremos pela a vida a fora colecionando essas coisas, colocando em ordem de grandeza cada detalhe que nos foi importante.
Cada momento que interferiu nos nossos dias, que deixou marcas, cada instante que foi cravado no nosso peito como uma tatuagem.
Marcas, isso... Serão marcas, umas mais profundas, outras superficiais porém com algum significado também.
Guardaremos dentro de nós e que se contarmos para terceiros talvez não tenha a menor importância, pois só nós saberemos o quanto foi incrível vivê-los.
Poderá ser uma música, quem sabe um livro, talvez uma poesia, uma carta, um e-mail, uma viagem, uma frase que alguém tenha nos dito num momento certo.
Poderá ser um raiar de sol, um buquê de flores que se recebeu, um cartão de natal, uma palavra amiga num momento preciso.
Talvez venha a ser um sentimento que foi abandonado, uma decepção, a perda de alguém querido, um certo encontro casual, um desencontro proposital.
Quem sabe uma amizade incomparável, um sonho que foi alcançado após muita luta, um que deixou de existir por puro fracasso.
Pode ser simplesmente um instante, um olhar, um sorriso, um perfume, um beijo.
Para o resto de nossas vidas levaremos pessoas guardadas dentro de nós.
Umas porque dedicaram um carinho enorme, outras porque foram o objeto do nosso amor, ainda outras por terem nos magoado profundamente.
Quem sabe haverão algumas que deixarão marcas profundas por terem sido tão rápidas em nossas vidas e terem conseguido ainda assim plantar dentro de nós tanta coisa boa.
Lá na frente é que poderemos realmente saber a qualidade de vida que tivemos, a quantidade de marcas que conseguimos carregar conosco e a riqueza que cada uma delas guardou dentro de si.
Bem lá na frente é que poderemos avaliar do que exatamente foi feita a nossa vida, se de amor ou de rancor, se de alegrias ou tristezas, se de vitórias ou derrotas, se de ilusões ou realidades.
Pense sempre que hoje é só o começo de tudo, que se houver algo errado ainda está em tempo de ser mudado e que o resto de nossas vidas de certa forma ainda está em nossas mãos.

Página na Web: http://www.mensagemespirita.com.br/mensagem-em-powerpoint/17/para-o-resto-de-nossas-vidas

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

Abraços fraternos.

Adriana Mantana

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O que posso desejar para você hoje?


Que posso desejar para você hoje?
Que as verdadeiras amizades continuem.
Que as lágrimas sejam poucas, e compartilhadas.
Que as alegrias estejam sempre presentes e sejam festejadas por todos.
Que o carinho esteja presente em um simples olá,
ou em qualquer outra frase mesmo que digitada rapidamente.
Que os corações estejam sempre abertos para novas amizades, novos amores, novas conquistas.
Que Deus esteja sempre com sua mão estendida apontando o caminho correto.
Que as coisas pequenas como a inveja ou desamor, sejam retiradas de nossa vida.
Que aquele que necessite de ajuda encontre sempre em nós uma animadora palavra amiga.
Que a verdade sempre esteja acima de tudo.
Que o perdão e a compreensão superem as amarguras e as desavenças.
Que este nosso pequeno mundo virtual seja cada vez mais humano.
Que tudo que sonhamos se transforme em realidade.
Que o amor pelo próximo seja nossa meta absoluta.
Que nossa jornada de hoje esteja repleta de flores.
Que a Felicidade momentânea da Vingança, ceda espaço para a Felicidade eterna do Perdão.
Neste dia mais que nunca,
desejo para você tudo o que há de melhor no Universo,
e que seus sonhos sejam todos realizados.
Seja muito Feliz!!!

Página na web: http://www.mensagemespirita.com.br/mensagem-em-video/97/que-posso-desejar-para-voce-hoje

Seja a mudança, viva em equilíbrio!

Abraços fraternos.

Adriana Mantana.

domingo, 27 de novembro de 2011

Como sobreviver ao medo do nós...


Criar um relacionamento sólido é um desafio para todos nós. Com certeza, lidar com o ciúme é parte deste desafio. Desfazer-se dos doces hábitos de solteiro também. Porém, existe uma ameça silenciosa que não podemos negar: o medo de virarmos "nós".
Se você quer realmente construir um bom relacionamento, é importante reconhecer como é assustador trocar a condição de "eu" - segura e previsível - por um sentimento arriscado e incontrolável de "nós". Muitas pessoas acham que vão ter menos a perder se não se entregarem. Unir-se em parceria significa abrir as portas tanto para o amor quanto para a perda, por isso temos tanto medo de expressar o amor em gestos ou em palavras. Embora o desejo de viver a dois exista, muitas vezes não estamos prontos para abrir a porta.
Mas se você não estiver conseguindo mudar sua linguagem ou seu comportamento, nem que seja um pouquinho, talvez seja interessante buscar ajuda profissional. Nossos pânicos se tornam menos paralisantes quando são desconstruídos de forma inteligente e compassiva. Esse pode não ser o processo mais fácil do mundo, mas é libertador. Construir uma relação mais forte significa enfrentar o medo de perdê-la.

Texto extraído do livro: Como fazer o amor dar certo
Autor: Steven Carter

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

http://www.adrianamantanacoach.com/

Abraços fraternos.

Adriana Mantana.

sábado, 26 de novembro de 2011

Você pode ajudar?


Caro,
Espero que esteja bem.
A cada ano que passa em nossas vidas temos a certeza que ela nos reserva sempre boas surpresas, conquistas e aprendizados. Tenho a certeza que 2011 reservou a vc estes acontecimentos, assim como tb fui beneficado por eles. Sou mto grato por isso.
Nesse sentido desejo que o final do ano seja com momentos de reflexão, descanso, alegria e curtição com a família e amigos. Saboreando a alegria de viver, caminhando em pé e com esperança, pelos nossos caminhos particulares, mesmo com tantas adversidades nesse mundo.
Mais uma vez estou aqui para dar continuidade a campanha do Natal que todo ano com grande alegria e boas surpresas os amigos colaboram, doam seu tempo, recursos financeiros, bons sentimentos em favor de outras pessoas. Mtas pessoas até me dizem que querem ajudar e mtas vezes não sabem como e onde. Então pq não fazer essa ponte?
Está na época da Campanha do Natal 2011, este ano com novidades. Mais uma Instituição e formas de ajudar. Tem para todas as preferências e tipos de ajuda. Como sabe, sempre recomendo pessoas e instituições sérias, comprometidas e que realizam trabalhos que fazem diferença na vida das pessoas.
Então, se vc pode e quer ajudar, seguem abaixo as opções:



1) Campanha do LeiteInstituição: Posto de Assistência Anália Franco - Bairro Jardim Curitiba III - Goiânia - GO
Realiza atividades semanais (aos domingos) com famílias em situação econômica precária, com atendimentos de ajuda material e espiritual. Atendem cerca de 80 - 100 famílias todas as semanas, há 22 anos. As famílias são cadastradas e acompanhadas pelos voluntários. É uma entidade filantrópica extensiva vinculada às Obras Sociais do Centro Espírita Irmão Áureo.
Para esta instituição continuamos com a campanha do leite, que há alguns anos tem tido sucesso. Deve-se a necessidade das famílias e do grupo de voluntários em arrecadar este alimento para as cestas de natal que são doadas às famílias atendidas e cadastradas pela instituição nessa época do ano. A arrumação destas cestas ocorrerá durante a semana que antecede o dia 18/12/11 e a entrega será no domingo de manhã (18/12) diretamente na casa das famílias com uma visita fraterna.
Como sempre sugiro a doação em dinheiro para quem mora fora de GYN ou BSB.
Meta: 324L - 27 cx de 12L
Metodologia:
1) doação de cx de leite - podem ser realizadas na minha casa em Brasília (Guará II) até dia 12/12/11 ou na casa da minha mãe em Goiânia (St. Nova Suíça - próx GYN shopping) até dia 15/12/11.
2) doação em espécie - pode ser pessoalmente ou na minha conta corrente:
Banco do Brasil: Ag. 4886-0; C/C 22.215-1 - Nelyson Dias de Oliveira.
Organização:
Arrumação das cestas em Goiânia do dia 14/12 a 16/12.
Entrega:
Ponto de preparação e partida: Posto Assistência Anália Franco - Jardim Curitiba III - Goiânia - dia 18/12 (domingo) - 8h da manhã.
Para quem mora em GYN, O Posto Anália Franco sempre precisa de voluntários em suas diversas atividades. Qquer informação eu posso oferecê-la.

2) Campanha Kit roupas para criança

Instituição: Associação Francisco de Assis (ASFA) - Cidade Estrutural - Brasília - DF
A ASFA assiste famílias em situação econômica precária na Cidade Estrutural com visitas quinzenais aos domingos, parceria com o Grupo de Alcoólicos Anônimos às segundas, sopa fraterna na rodoviária do Plano Piloto às quintas e aulas de reforço escolar e alfabetização de adultos aos sábados. O atendimento vai desde a ajuda material, promoção social do indivíduo até o atendimento espiritual.
Vc pode apadrinhar uma criança até 12 anos com o kit de roupas que será entregue a cada criança cadastrada na instituição e que recebe seus atendimentos. O kit é composto de:
- roupa completa (camisa, calça ou vestido);
- roupa íntima (calcinha ou cueca);
- meia e calçado fechado.
Metodologia:
Inicialmente vc escolhe a idade da criança, aproximadamente, que deseja ajudar e me informa. Entro em contato com os amigos organizadores e repasso a vc o nome da criança, a idade e os tamanhos de roupas necessários a esta criança especificamente. Vc irá apadrinhá-la.
Após providenciar o kit avise-me para combinarmos a forma de me entregar. Sugiro que me passe a idade aproximada o mais breve possível (até dia 27/11/11 - próximo domingo) para que eu junte as informações e lhe repasse os dados até quarta-feira próxima (dia 30/11/11). O kit precisa ser entregue a mim até o dia 12/12/11 (segunda-feira) para que eu repasse à equipe organizadora da entrega.
Haverá uma festa natalina às famílias assistidas pela ASFA no dia 18/12/11 no Clube do Escoteiro Caio Martins (Setor Militar Urbano - próximo a rodoferroviária) - Brasília - DF, das 9h às 17h. Se mora em BSB está convidado à participar. Se interessar, diga-me que passo mais orientações de localização. Se quiser colaborar com R$ 5,00 do almoço que será distribuído no dia da festa e brinquedos para as crianças no dia da festa, também será bem-vindo. Participe da festa, conheça quem vc estará ajudando.
Para quem mora em BSB, a ASFA sempre precisa de voluntários em suas diversas atividades. Qquer informação eu posso oferecê-la.
Aqueles que tb possam multiplicar o convite das doações, tb serão bem-vindos, articularmos juntos as coletas.
Qualquer coisa ligue-me.
Escrevo aqui o link do álbum ilustrativo com fotos das campanhas dos anos anteriores e segue abaixo os resultados da colaboração dos amigos destes anos respectivos:
http://www.flickr.com/photos/ndoliveira/ (copie e cole em sua barra de endereços da internet).

2007 - Campanha do Leite - arrecadação:
a) R$ 205,00 ( 17 caixas de 12 unidades = 204 L de leite), comprados a R$ 1,03.
b) 2 caixas com 12 unidades ( 24L de leite)
Total de L de leite: 228L
c) 2 cestas básicas completas
d) Alguns brinquedos.

2008 - Campanha do Feijão - arrecadação:
a) Aproximadamente 300Kg de feijão (doações em dinheiro e feijões - todo dinheiro convertido em feijões)
b) duas cestas básicas completas;
c) Dezenas de peças de roupas.

2009 - Campanha do açúcar - arrecadação:
a) Aproximadamente 80Kg de açucar;
b) Em espécie cerca de R$ 450,00. Como o grupo havia ganhado açúcar de uma doação repentina, e ao mesmo tempo não tinha nenhum brinquedo para as crianças, resolvemos destinar esse dinheiro para compra de brinquedos para meninos e meninas. Resultado: 40 brinquedos para meninos e 45 brinquedos para meninas. Ganhamos da loja o papel de embrulho para todos os brinquedos.

2010 - Campanha do Leite - arrecadação:
a) R$ 286,20 (15 cx de leite = 180 L de leite) - comprados a R$ 1,59
b) 3 cx c/ 12 ( 36 cx de leite = 36L de leite)
Total: 216 L
Cada cesta de alimento foi composta com 3L de Leite integral.

Abraços fraternos.

Adriana Mantana.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Palestra na Faculdade Cambury




Ontem fiz a palestra na Faculdade Cambury, foi ótimo.
Tema abordado: Coaching seus benefícios, aplicações e como se tornar um Coach Profissional.
Foi bem produtivo, dinâmico e tivemos muitas interações.
Quem gosta de trabalhar com pessoas, desenvolver e aprimorar os conhecimentos faz toda diferença se certificar como Coach.
O coach além de nos auxiliar como pessoa, nos capacita para sermos agentes de mudança.

Com certeza Mahatma Gandhi estava certo quando disse, para sermos a mudança que queremos ver no mundo.

A mudança sempre acontece independente de nossa vontade.
Então já que vai acontecer, por que não agirmos de forma consciente e mudarmos de forma DEFINITIVA a nossa vida e nosso mundo.
Nós construímos tudo o que desejamos, basta ter força de vontade, foco e ATITUDE.

O Coaching é um processo que auxilia no aumento da performance em todas as áreas de nossa vida.

Se você estiver interessado (a) em se tornar um Coach, entre em contato comigo, terei um imenso prazer em te auxiliar.

http://www.adrianamantanacoach.com/

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

Abraços fraternos.

Adriana Mantana.



quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Nos momentos difíceis...


Nas dificuldades do dia-a-dia, esqueça os contratempos e siga em frente, recordando que Deus esculpiu em cada um de nós a faculdade de resolver os nossos próprios problemas.
— o —
A vida é aquilo que você deseja diariamente.
— o —
A renovação autêntica tem de começar em nós mesmos.
— o —
Você prepara o caminho de quaisquer ocorrências pensando em tormo delas.
— o —
A palavra é porta de entrada para as suas realizações.
— o —
Carregar ressentimentos será bloquear os seus próprios recursos.
Encolerizar-se é dinamitar o seu próprio trabalho.
— o —
Não sofra hoje pela neurose que talvez lhe venha comprovar a compreensão e a resistência, em futuro remoto.
— o —
Os problemas existirão sempre ao redor de nós e apesar de nós.
— o —
Olvide ofensas e desgostos, tribulações e sombras e continue trabalhando quanto puder no bem de todos, recordando que o tópico mais im-portante de seu caminho será sempre servir.

Medium Chico Xavier
Autor André Luiz


http://www.mensagemespirita.com.br/chico-xavier/andre-luiz/nos-instantes-dificeis


Abraços fraternos.

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

Adriana Mantana.

Palestra - Os benefícios do Coaching...


Acontece hoje na Faculdade Cambury o evento de divulgação do curso de formação da Academia Brasileira de Coaching, no qual falarei a respeito.
O coaching é um processo com inicio, meio e fim que visa aumentar a performance do cliente/coachee.
Com ele levamos a pessoa de um estado atual para o estado desejado.
O Coach é um Agente de Mudança.
O Curso de formação e ter um Coach trás vários benefícios, tais como:
Auto conhecimento;
Perceber pontos fortes e pontos a serem melhorados;
Avaliar o nível de stress e elimina-lo;
Fazer uma auto-avaliação do seu estado atual;
Planejamento Pessoal e Profissional;
Estabelecer metas e objetivos claros e alcançáveis;
Descobrir sua missão de vida e se alinhar com ela;
Definir um futuro brilhante e um caminho até ele;
Desenhar um plano profissional e de carreira;
Recursos Potencializados;
Entender os mecanismos da motivação e aumentá-la;
Aprimorar a confiança e a auto-estima;
Ser uma pessoa mais equilibrada e otimista;
Estabelecer harmonia interna;
Sentir-se bem consigo mesmo;
Aumento de flexibilidade e adaptabilidade às mudanças;
Melhora na disposição, saúde e energia;
Equilíbrio entre áreas pessoal, profissional e relacionamentos;
Melhoria na qualidade de vida.




HOJE PALESTRA NA FACULDADE CAMBURY
19:00 horas

Os Benefícios do Coaching

Com Adriana Mantana
Entrada franca


Seja feliz, seja a mudança, viva em equilibrio!

http://www.adrianamantanacoach.com/

Abraços fraternos.

Adriana Mantana.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Amor incondicional...


Hoje o clima aqui em Goiânia está muito gostoso.
Chove e faz um friozinho de leve, rsrs.
Bom o tempo anda passando tão rápido e muitas vezes me questiono, será que estou realmente aproveitando cada minuto da minha vida.
É fato que a minha família está no centro do meu universo, ela é a minha base, minha luz e paz.
A cada dia que vivo mais me convenço que tudo converge para minha casa.
Amoooooooooo curtir meus filhos, ler um bom livro e viver cada segundo dentro da minha casa.
Não existe maior prazer do que a presença dos meus filhos.
Cada um deles com a sua mania e seu jeito.
Hoje ao acordar a minha caçula deixou na árvore de natal a cartinha do papai noel, rsrs. A não gente, bonitinho demais.
Eu não ia comprar o que ela queria, mas depois que vi a cartinha, rsrs....Então...onde que é a loja mesmo, rsrs.
Vou comprar.
Ser mãe me fez ser uma pessoa melhor, mais humana, amorosa e tranqüila.
Meu filho e minha filha são tudo para mim.
É um amor sem fronteiras, ele é incondicional.

Tenho aprendido diariamente que não devemos deixar as pessoas que amamos quando estamos com raiva ou qualquer sentimento negativo, pois não sabemos quando partiremos. Pensa só que coisa chata não ter dito que se ama no momento certo. Por isto eu tenho uma verdadeira "obsessão" por estas três palavras - EU TE AMO.
Procuro dizer sempre e cultivo sempre no meu lar.

Amores da minha vida, EU AMO VOCÊS!!!

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

http://www.adrianamantanacoach.com/

Adriana Mantana.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Era uma vez...Por Albert Einstein


Conta certa lenda, que estavam duas crianças patinando num lago congelado.
Era uma tarde nublada e fria, e as crianças brincavam despreocupadas.
De repente, o gelo quebrou e uma delas caiu, ficando presa na fenda que se formou.
A outra, vendo seu amiguinho preso, e se congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças, conseguindo por fim, quebrá-lo e libertar o amigo.
Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:
- Como você conseguiu fazer isso? É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo, sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!
Nesse instante, um ancião que passava pelo local, comentou:
- Eu sei como ele conseguiu.
Todos perguntaram:
- Pode nos dizer como?
- É simples: - respondeu o velho.
- Não havia ninguém ao seu redor para lhe dizer que não seria capaz.

Albert Einstein


Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

http://www.adrianamantanacoach.com/

Adriana Mantana.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Recomeçar...


Não importa aonde você parou...
Em que momento da vida você cansou...
O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar".
Recomeçar é dar uma chance a si mesmo...
É renovar as esperanças na vida e o mais importante...
Acreditar em você de novo.
Sofreu muito nesse período?
Foi aprendizado...
Chorou muito?
Foi limpeza da alma...
Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las um dia...
Sentiu-se só por diversas vezes?
É porque você fechou as portas até para os anjos...
Acreditou que tudo estava perdido?
Era o início da sua melhora...
Pois é...
Agora é hora de reiniciar...
De pensar na luz...
De encontrar prazer nas coisas mais simples de novo...
Que tal um novo emprego?
Um corte de cabelo arrojado...
Diferente?
Um novo curso...
Ou aquele velho desejo de aprender a pintar...
Desenhar...
Dominar o computador...
Ou qualquer outra coisa...
Olha quanto desafio...
Quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus, o esperando.
Está se sentindo sozinho?
Besteira...
Tem tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento"...
Tem tanta gente esperando apenas um sorriso seu para "chegar" perto de você.
Quando nos trancamos na tristeza...
Nem nós mesmos nos suportamos...
Ficamos horríveis...
O mal humor vai comendo nosso fígado...
Até a boca fica amarga!
Recomeçar...
Hoje é um bom dia para começar novos desafios.
Onde você quer chegar?
Ir alto...
Sonhe alto...
Queira o melhor do melhor...
Queira coisas boas para a vida...
Pensando assim trazemos para nós aquilo que desejamos...
Se pensamos pequeno...
Coisas pequenas teremos...
Já se desejarmos fortemente o melhor e, principalmente, lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar na nossa vida.
E é o hoje o dia da faxina mental...
Joga fora tudo que te prende ao passado...
Ao mundinho de coisas tristes...
Fotos...
Peças de roupa, papel de bala...
Ingressos de cinema, bilhete de viagens...
E toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados...
Jogue tudo fora...
Mas, principalmente, esvazie seu coração...
Fique pronto para a vida...
Para um novo amor...
Lembre-se: somos apaixonáveis...
Somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes...
Afinal de contas...
Nós somos o "Amor".
"Sou do tamanho daquilo que vejo e não do tamanho da minha altura".


Carlos Drummond de Andrade

http://www.mensagemespirita.com.br/mensagem-em-video/96/recomecar-carlos-drummond-de-andrade

http://www.adrianamantanacoach.com/

Abraços fraternos!

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

Adriana Mantana

sábado, 19 de novembro de 2011

Cuide do seu jardim...As borboletas aparecem...


Com o tempo você vai percebendo que
para ser feliz com outra pessoa,
você precisa em primeiro lugar, não precisar dela.
Percebe também que aquela pessoa que você ama
ou acha que ama, e que não quer nada com você,
definitivamente, não é a pessoa da sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e,
principalmente, a gostar de quem também gosta de você.
O segredo é não correr atrás das borboletas...
é cuidar do jardim para que elas venham até você.
No final das contas, você vai achar,
não quem você estava procurando,
mas quem estava procurando por você.

Mario Quintana

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

Abraços fraternos.

Adriana Mantana.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Palestra Cambury - Coaching - Goiânia


No dia 24/11/2011 às 19:00 horas acontecerá o evento da Academia Brasileira de  Coaching, no qual ocorrerá a divulgação do Curso de Formação para novos Coaches.
Eu serei a palestrante responsável e com certeza estou muito feliz por isto!!
Vale a pena investir neste curso.
Endereço: Av T2 nº3531 CEP: 74-410-220 St. Sol Nascente - Goiânia-Go

Fica aí o convite para sua próxima quinta feira.

Abraços fraternos.

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

Adriana Mantana

http://www.adrianamantanacoach.com/

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Despertadores...A dor...



Na Índia os mestres sempre dizem:
Os problemas são despertadores que tentam acordar as pessoas para a vida. Aproveite para acordar logo, antes que o próximo despertador faça mais barulho.

Pense nisso:
O que essa dificuldade está querendo mostrar a você?
Problemas são avisos que a vida nos envia para corrigir algo que não estamos fazendo bem.
Problemas e doenças são sinais de emergência para que possamos transformar nossas vidas.
Aliás, problemas e doenças guardam muita semelhança entre si.
Infelizmente, a maioria das pessoas, quando fica doente, cai num lamentável estado de prostração ou simplesmente toma remédio para tratar os sintomas em vez de fazer uma pausa para refletir sobre os avisos que essa doença está enviando.

São poucos os que se perguntam:
“Por que meu organismo ficou enfraquecido e permitiu que a doença o atacasse?”
Uma doença é sempre um aviso, embora muita gente não preste atenção nele.
Assim como os problemas, os sintomas vão piorando na tentativa de fazer com que você entenda o recado.
No começo pode ser uma leve dor de cabeça um recado para que você pare e analise o que está faltando em sua vida.
Mas você não tem tempo, toma um analgésico e nem percebe direito que a dor está aumentando.
Então a dor piora, mas você vai à acupuntura para aliviá-la e não presta atenção quando o médico diz que o tratamento é paliativo e que você precisa mudar seu estilo de vida para eliminar as causas da doença.
As doenças são recados que precisamos levar a sério, principalmente as doenças que se repetem.
Dores de cabeça, alergias de pele, má digestão, todos esses distúrbios querem nos mostrar algo.
Saber procurar e achar as causas deles é uma atitude muito sábia.

Nossos inimigos, da mesma forma que os problemas e as doenças, são gritos de alerta para cuidarmos de algo que não está certo em nossa vida.
Quando os ouvimos com atenção, nossos inimigos podem se transformar em maravilhosas alavancas de crescimento pessoal.
Assim como as doenças e os inimigos, os problemas nos enviam avisos que precisamos aprender a decodificar.
Se você tem um problemaque está se repetindo em sua vida, é chegada a hora de fazer uma análise do seu significado para poder superá-lo.
E tenha muito claro que, no momento em que supera um problema que o acompanha por algum tempo, uma nova pessoa nasce dentro de você.

Autor: Roberto Shinyashiki

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

Abraços fraternos.

Adriana Mantana

http://www.adrianamantanacoach.com/

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Ajuda dos céus...Relacionamento...



Quantas vezes você já olhou um casal, passeando de mãos dadas ou abraçado e se perguntou como eles podem se amar, sendo tão diferentes?
Quantas vezes já pensou em como aquela moça tão elegante pode amar aquele homem com ar tão desengonçado?
Ou como aquele homem tão bonito, parecendo um deus da beleza pode amar aquela mulher tão destituída de atrativos?
Toda vez que essas idéias nos atravessam a mente, é que estamos julgando o amor pelo exterior.
Mas, já dizia o escritor de O pequeno príncipe: "O essencial é invisível para os olhos."
A propósito, conta-se que o avô do conhecido compositor alemão Mendelssohn, estava muito longe de ser bonito.
Moses era baixo e tinha uma corcunda grotesca.
Um dia, visitando um comerciante na cidade de Hamburgo, conheceu a sua linda filha. E logo se apaixonou perdidamente por ela.
Entretanto, a moça, ao vê-lo, logo o repeliu. Aquela aparência disforme quase a enojou.
Na hora de partir, Moses se encheu de coragem e subiu as escadas. Dirigiu-se ao quarto da moça para lhe falar.
Desejava ter sua última oportunidade de falar com ela.
A jovem era uma visão de beleza e Moses ficou entristecido porque ela se recusava até mesmo a olhar para ele.
Timidamente, ele lhe dirigiu uma pergunta muito especial:
"Você acredita em casamentos arranjados no céu?"
Com os olhos pregados no chão, ela respondeu: "Acredito!"
"Também acredito." - afirmou Moses - "Sabe, acredito que no céu, quando um menino vai se preparar para nascer, Deus lhe anuncia a menina com quem vai se casar.
Pois quando eu me preparava para nascer, Deus me mostrou minha futura noiva.
Ela era muito bonita e o bom Deus me disse: ‘Sua mulher será bela, contudo terá uma corcova.'
Imediatamente, eu supliquei: ‘Senhor, uma mulher com uma corcova será uma tragédia. Por favor, permita que eu seja encurvado e que ela seja perfeita.'"
Nesse momento, a jovem, emocionada, olhou diretamente nos olhos de Moses Mendelssohn.
Aquela era a mais extraordinária declaração de amor que ela jamais imaginara receber.
Lentamente, estendeu a mão para ele e o acolheu no fundo de seu coração.
Casou-se com ele e foi uma esposa devotada.

O amor verdadeiro tem lentes especiais para ver o outro. Vê, além da aparência física, a essência. E assim, ama o que é real.
A aparência física pode se modificar a qualquer tempo. A beleza exterior pode vir a sofrer muitos acidentes e se modificar, repentinamente.
Quem valoriza o interior do outro é como um hábil especialista em diamantes que olha a pedra bruta e consegue descobrir o brilho da preciosidade.
É como o artista que acaricia o mármore, percebendo a imagem da beleza que ele encerra em sua intimidade.
Este amor atravessa os portões desta vida e se eterniza no tempo, tendo capacidade de acompanhar o outro em muitas experiências reencarnatórias.
Este é o verdadeiro amor.
* * *
No amor, o homem sublima os sentimentos e marcha no rumo da felicidade.
Na perfeita identificação das almas, o amor produz a bênção da felicidade em regime de paz.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Um abraço...


O que você faz quando está com dor de cabeça, ou quando está chateado?
Será que existe algum remédio para aliviar a maioria dos problemas físicos e emocionais?
Pois é, durante muito tempo estivemos à procura de alguma coisa que nos rejuvenescesse, que prolongasse nosso bom humor, que nos protegesse contra doenças, que curasse nossa depressão e que nos aliviasse do estresse.
Sim, alguma coisa que fortalecesse nossos laços afetivos e que, inclusive, nos ajudasse a adormecer tranquilos.
Encontramos! O remédio já havia sido descoberto e já estava à nossa disposição. O mais impressionante de tudo é que ainda por cima não custa nada.
Aliás, custa sim, custa abrir mão de um pouco de orgulho, um pouco de pretensão de ser autossuficiente, um pouco de vontade de viver do jeito que queremos, sem depender dos outros.
É o abraço. O abraço é milagroso. É medicina realmente muito forte. O abraço, como sinal de afetividade e de carinho, pode nos ajudar a viver mais tempo, proteger-nos contra doenças, curar a depressão, fortificar os laços afetivos.
O abraço é um excelente tônico. Hoje sabemos que a pessoa deprimida é bem mais suscetível a doenças. O abraço diminui a depressão e revigora o sistema imunológico.
O abraço injeta nova vida nos corpos cansados e fatigados, e a pessoa abraçada sente-se mais jovem e vibrante. O uso regular do abraço prolonga a vida e estimula a vontade de viver.
Recentemente ouvimos a teoria muito interessante de uma psicóloga americana, dizendo que se precisa de quatro abraços por dia para sobreviver, oito abraços para manter-se vivo e doze abraços por dia para prosperar.
E o mais bonito é que esse remédio não tem contraindicação e não há maneira de dá-lo sem ganhá-lo de volta.
* * *
Já há algum tempo temos visto, colado nos vidros de alguns veículos, um adesivo muito simpático, dizendo: Abrace mais!
Eis uma proposta nobre: abraçar mais.
O contato físico do abraço se faz necessário para que as trocas de energias se deem, e para que a afetividade entre duas pessoas seja constantemente revitalizada.
O abraçar mais é um excelente começo para aqueles de nós que nos percebemos um tanto afastados das pessoas, um tanto frios no trato com os outros.
Só quem já deu ou recebeu um sincero abraço sabe o quanto este gesto, aparentemente simples, consegue dizer.
Muitos pedidos de perdão foram traduzidos em abraços...
Muitos dizeres eu te amo foram convertidos em abraços.
Muitos sentimentos de saudade foram calados por abraços.
Muitas despedidas emocionadas selaram um amor sem fim no aconchego de um abraço.
Assim, convidamos você a abraçar mais.
Doe seu abraço apertado para alguém, e receba imediatamente a volta deste ato carinhoso.
Pense nisso! Abrace mais você também.

http://www.mensagemespirita.com.br/md/ad/um-abraco

Site: http://www.adrianamantanacoach.com/

Abraços fraternos.

domingo, 13 de novembro de 2011

Aprendi a ser feliz...


Aprendi que nossa idade é medida mais pelas nossas vivências do que pelo tempo que passamos...
Que a vida tem o gosto que queremos que ela tenha...
Depende do jeito que a gente vê e sente as coisas....
Podemos Vê-la...
Com alegria no rosto desfrutando das pequenas coisas que Deus nos dá
ou com tristeza...
estampada no coração...
aceitar os caminhos de Deus com alegria.
amar as pessoas que passam pela nossa vida...
com a intensidade querida e necessária
agarrá-las em nossos braços e fazê-las felizes...
Viver intensamente esse sentimento divino que é o amor...
O amor por tudo que é de Deus,
mostrado pelos pequenos e grandes gestos da nossa vida...
Não se abata pelos obstáculos que aparecerem em sua vida!
Cada um deles teve sua missão e seu aprendizado...
Nenhuma flor nasce sem que seja consentimento do Criador...
DEUS...
Curte a vida!
Abra os Olhos...
olhe para o céu e sinta-se envolver pela magia da natureza!
Porque tudo que Deus faz e maravilhoso.
Deixe o palco dos medos e das dúvidas.
De um sorriso e enfrente os desafios e os sonhos.
Não venha com esse olhar de dúvidas.
Não fique espantado...
Acredite!
Você pode sonhar e realizar seus sonhos.
Viva suas fantasias.
Deixe o arco-íris passas na sua vida!
Sinta o poder de Deus ao seu redor.
Você pode!
Acredite em Deus.

Thais Fonseca

Abraços fraternos.

Site: http://www.adrianamantanacoach.com/

Somente Hoje...


Hoje a luz do presente
Dia como este dia
Em toda a vida
Terás este somente
Recorda isso
E atende todo o bem que desejes fazer
Prestação de serviço em socorro de alguém
Atenção no dever
Felicidade e paz
Esperança e carinho
Que aspires a plantar em lances do caminho
Alegria, favor,
Dádivas que pretenda ofertar
Relações que precisa recompor
Gentilezas no lar
Trabalho, o mais singelo e aquele que mais custe revisão, reajuste, corrigenda, perdão, provas de estima e consideração
Apoio espiritual em simples frases nas tarefas que abraces e abençoes
Que nada disso atrases, nem deixes que fazer para depois
Por que o tempo não volta
Contando sempre aquilo que se fez
E dia igual a hoje, só terás uma vez
"Não vos inquieteis pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã a si mesmo trará seu cuidado. Basta a cada dia a sua própria aflição" (Mateus, 6:34)

Chico Xavier

Abraços fraternos.

Site: http://www.adrianamantanacoach.com/

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Quando e onde surgiu o Coaching?


Muito se fala sobre o Coaching hoje em dia, mas poucas pessoas realmente conhecem sua origem, e sua trajetória até os dias de hoje. Hoje neste artigo, pretendo relatar um pouco desta história de sucesso desta ferramenta de desenvolvimento humano e pessoal.
Acima, temos uma breve referencia as datas mais importantes, e como podemos ver, o Coaching já é tema de relatos desde 1500, quando surgiu como forma de descrever o condutor de carruagens na idade média, em territórios europeus.
Estes condutores foram chamados de Cocheiros, ou aquele que conduz o coche (nome dado as carruagens) Os cocheiros eram profissionais que conduziam seus passageiros para os destinos desejados. Após um longo período mantendo este significado, somente em 1850, o mesmo termo foi atribuído a professores e mestres de universidades, principalmente quando se tratava de um tutor, ou aquele individuo responsável em auxiliar os estudantes nas preparações de testes e exames diversos.
Neste momento, é importante ressaltar que o significado do termo era o mesmo, um individuo que conduzia seu “passageiro” para um destino previamente desejado. Significado este que não se alterou, desde seu primeiro uso.
Em 1950, o termo Coach foi usado pela primeira vez como uma habilidade de gerenciamento de pessoas, onde então, foram introduzidas as primeiras técnicas de desenvolvimento pessoal e humano, valorizando as competências dos indivíduos e relacionando as mesmas ao processo de melhoria continua. Apesar de inúmeras pesquisas, não encontrei nenhum fato ligando este termo ao processo esportivo na década de 50, mas imagino que neste mesmo período o mesmo foi introduzido neste setor, designando como Coach, o responsável pelo treinamento e aperfeiçoamento de atletas e equipes esportivas tanto na Europa como nos Estados Unidos.
Chegamos então ao ano de 1960, quando em Nova Iorque, em um programa educacional introduziu pela primeira vez as habilidades de Coaching de Vida, ou Life Coaching. Posteriormente este programa foi introduzido no Canadá, onde foi aperfeiçoado com a introdução de técnicas e ferramentas para a resolução de conflitos e problemas. Neste momento o Coaching começa a ganhar força dentro dos meios empresariais, e sua utilidade se mostra mais significativa na década de 80, onde programas de liderança incluiria o conceito de Coaching Executivo e a partir deste momento, o Coaching surge como uma poderosa ferramenta de desenvolvimento humano pessoal e profissional, sendo utilizado até os dias de hoje por grandes corporações e seus lideres.
No Brasil, o Coaching surgiu na década de 70, através de associações com o meio esportivo, para então entrar no mundo dos negócios ainda mantendo seu significado original, de “conduzir” o individuo para uma etapa mais avançada de seu mundo.
O grande sucesso do Coaching depende exclusivamente de sua capacidade em solucionar problemas e estabelecer metas. Hoje, o Coaching é utilizado por inumeras grandes empresas, as quais podemos citar a Petrobras, Nestlé, O Boticário, HSBC e Banco do Brasil, já utilizam o método entre seus executivos e obtém um alto índice de resultado.
Vejamos os motivos principais que levam uma empresa a apostar no processo de Coaching:
  • Necessidade dos executivos em lidar com constantes mudanças e pressões e de ter um profissional que suporte, encoraje e ajude;
  • Ingresso de terapeutas no mundo corporativo e utilização de suas habilidades;
  • Reconhecimento da atuação dos Coaches na área esportiva;
  • Descoberta do mundo corporativo da necessidade de se fechar o ciclo de aprendizado com o suporte de Coaches
Outro ponto importante para a representação do sucesso do Coaching depende muito do profissional que o aplica, pois o mesmo deve ter uma série de atributos e habilidades:
  • Comunicação
  • Motivação
  • Planejamento
  • Transformação
  • Visão Sistêmica
  • Ética e Caráter

O primeiro uso do termo para se treinar um instrutor ou treinador surgiu por volta de 1830 na Universidade de Oxford gíria para um tutor que "carrega" um estudante por meio de um exame. O primeiro uso do termo em relação ao esporte aconteceu em 1830.

Historicamente, a evolução do treinamento tem sido influenciada por e reforçada através de muitos outros campos de estudo, incluindo os de desenvolvimento pessoal, educação de adultos, a psicologia (esportes, clínicas, desenvolvimento, teorias organizacionais, sociais e industriais) e outro de organização ou liderança e práticas. Desde meados da década de 1990, o coaching desenvolveu-se uma disciplina mais independentes e as associações profissionais como a International Coach Federation ajudaram a desenvolver um conjunto de normas de formação (Davidson & Gasiorowski, 2006).
__________

Academia Mundial de PNL e Coaching
www.viel-treinamentos.com.br

Relacionamento afetivo...Até onde ir...O tédio na vida conjugal...






Ilustrando o tema de sua palestra, que versava sobre a insatisfação, o mau-humor rebelde, a reclamação pertinaz, Divaldo passou a recontar o caso interessante de uma jovem entediada com o casamento, de autoria do Dr. Schuller, do qual ele passou a falar antes, apresentando-o a nós.
        “Uma das maiores autoridades teológicas na área protestante, Dr. Schuller, dirige a Igreja de Cristal em Los Angeles, na Califórnia.
        Dr. Schuller é um desses admiráveis pregadores que encontrou no Evangelho a diretriz de segurança para uma vida feliz. Percorreu praticamente o mundo, levando a sua palavra inspirada e derramando a sua sabedoria sobre as almas e as vidas mais necessitadas.
        Depois de uma experiência longa, ele escreveu um opúsculo de onde iremos extrair as experiências que deverão motivar as nossas reflexões.
        Dr. Schuller, ao escrevê-lo, estabeleceu como medida basilar o pensamento do apóstolo Paulo, em maravilhosa epístola aos Coríntios: Aprendi a viver contente, na dificuldade e na alegria, aprendendo sempre a me voltar ao Senhor.
        Conta Dr. Schuller, que a maioria de nós tem um entendimento equivocado da vida e de seus valores. Exatamente, as pessoas gostariam que a vida fosse aquilo que não é.
        Estabelecem metas de felicidade naquilo que lhes falta, não naquilo de que dispõem. Ele recorda, por exemplo, que a maioria dos homens gostaria de ter nascido na cidade do Cairo, ou em Jerusalém, em Roma ou em Londres, ou São Paulo, ou Rio de Janeiro, porque realmente não nasceram ali. Porque aqueles que ali nasceram, gostariam, quiçá, de terem nascido em outro lugar.
        Gostariam de ter nascido num lugar onde pudessem tornar-se importantes. E acreditam que o fato de terem nascido num lugar de importância, dá-lhes uma estrutura de alta relevância. E a verdade é exatamente o contrário. Jerusalém fez-se importante pelos homens que lá nasceram, viveram e ali realizaram algum ministério.
        Não é a cidade que ao homem torna importante, mas é o homem que dá importância ao lugar que nasceu ou à cidade onde desempenha o seu papel.
        (*) É necessário que nós saibamos florescer onde quer que a Divindade nos tenha plantado.
        Estabelece, então, o eminente teólogo, que viajando pelo mundo, a tônica que ele encontrou foi a insatisfação. E deu-se conta que a pessoa humana é a mesma na megalópole ou na cidade modesta, no campo, ou na grande urbe.
        O homem é sua missão e não o local onde é colocado.
        Devemos deixar-nos conduzir pelas mãos de Deus que tanto nos pode plantar temporariamente aqui como nos pode remover definitivamente para acolá.
        O homem é sua missão e não o local onde é colocado.
        Devemos deixar-nos conduzir pelas mãos de Deus que tanto nos pode plantar temporariamente aqui como nos pode remover definitivamente para acolá.





Narra, então, o Dr. Schuller, segundo Divaldo, que uma jovem, sua conhecida, da cidade de Los Angeles, durante a guerra da Coréia, foi convidada a casar-se antes do período programado. Seu noivo, militar, fora convocado e deveria servir no deserto da Califórnia, a fim de ambientar-se ao clima tórrido, já que seria enviado posteriormente para a Coréia. Nesse local, a temperatura lembrava a região onde deveria servir. Lá, ele iria passar seis meses e era um período demasiado largo para a esposa ficar residindo em Los Angeles.
        A jovem achou perfeitamente válido consorciar-se e acompanhá-lo. É dever da esposa seguir o companheiro a fim de com ele repartir as alegrias, tristezas ou preocupações.
        Ela visitou a região próxima “à base”, onde o noivo estaria servindo, adquirindo experiência, e constatou que a região era completamente inóspita.
        A Aeronáutica não admitia que se levasse familiares, porque não havia acomodações para as mesmas na região reservada aos militares.
        Mas eles, na fantasia e encantamento, viram uma aldeia indígena, que fora abandonada tempos atrás. Acharam que e pudesse adaptar uma das cabanas iriam Ter uma vida confortável, apesar de certa distância da chamada civilização tecnológica. Melhoraram, então, duas cabanas, deixando-as o mais confortável possível.
        Realizaram o matrimônio numa das mais belas Igrejas em Hollywood e depois transferiram-se para a aldeia.
        Nos primeiros dias ela pode constatar como é venturoso amar à alguém. As outras duas semanas tornaram-se monótonas, porque o marido chegando muito cansado não despendia de tempo, nem disposição física e mental para longos diálogos. Os exercícios na área militar eram penosos, a temperatura causticante e as horas de repouso insuficientes.
        A jovem esposa passou, portanto, a ter uma vida solitária apesar de acompanhada.
        A região era árida e desagradavelmente monótona.
        Na terceira semana ela escreveu uma carta à sua mãe e dizia que estava a ponto de enlouquecer. Não suportava a monotonia e estava profundamente decepcionada com o marido. Dizia que ele era um grande egoísta, só pensava nele, em seu trabalho e havia esquecido-a quase que completamente.
        Ela estava disposta a abandoná-lo e voltar à comodidade de Los Angeles.
        A mãe recebeu a correspondência, e porque era uma senhora sensata, escreveu uma carta que era um poemeto. Dizia em versos brancos, mais ou menos assim:
        Minha filha,
        Havia dois indivíduos que estavam presos na mesma cela da penitenciária. Um olhava para cima e via o céu estrelado, o outro olhava para baixo e via a lama e o pó, ambos desagradáveis.

                                                             Abraços,
                                                                Mamãe.

        A moça começou a meditar na sabedoria daquele poemeto, embora não o apoiasse, e chegou à conclusão que não é o lugar que torna feliz ou desventurada a pessoa. É o estado de espírito de cada um que torna deliciosa ou perturbadora a sensação do lugar onde se encontra.






        Na manhã seguinte ela pegou o seu chapéu de Sol e saiu a andar para preencher a hora vazia. Nesse passeio, ela descobriu, pela primeira vez, uma concha do mar e ficou surpresa de encontrar, naqueles areais, um tipo de calcário e de concha daquele natureza.
        Mais tarde ela viria a saber que o deserto da Califórnia, como todos os desertos, oportunamente haviam sido fundos do mar.
        Ela pegou a concha e se encantou. Curiosamente foi além e encontrou outra e, ao meio dia, retornou à casa carregada de vários espécimes. Achou aquilo um encanto, e à tarde já estava novamente pelos areais procurando mais. Chegando, à noite, ela estava com mil notícias para dar ao marido.
        Fico muito interessada, e na outra semana foi-se afastando da cabana até que encontrou, de repente, com uma taba indígena onde viviam os Cherokees. Ela ficou contente de ver alguém e apesar da discriminação social, dirigiu-se à aldeia e chegando ali, percebeu duas índias que faziam artesanato.
        As índias reagiram à presença da mulher branca; ela no entanto fez-se simpática. Observando como as índias trabalhavam, pensou: “Meu Deus, eu sou uma mulher ociosa e a vida luxuosa de Los Angeles fez de mim uma peça decorativa.” Teve até coragem de confessar esse mal estar às duas moças,
        “Será que vocês me ensinariam a tecer e em contrapartida eu lhes ensinaria a falar melhor o inglês” – propôs a nossa jovem.
        As índias sorriram e aceitaram o desafio. A partir daí, então, ela ia catar conchas e aprendia a tecer o sisal.
        Nas conversas com as índias, falou do seu interesse nas conchas que encontrou no deserto.
        “Eu sei... No cemitério sagrado que nós temos nas dunas, existem espécimes que os olhos humanos jamais viram” – comentou uma das índias.
        Ela se interessou, foi até lá e passou agora a colecionar verdadeiras raridades. A vida passava agora com celeridade e os dias ficavam cada vez mais curtos... Estava tão atarefada que o marido quando chegava encontrava o jantar sobre a mesa, porque era ela quem estava dormindo de cansaço. Mas eles reservavam o Sábado e o Domingo para a convivência.
        A felicidade voltou, e ela não falava sobre outra coisa, que não fossem suas conchas e a tecelagem de sisal.
        Passaram-se os seis meses e ela deveria voltar a Los Angeles. Começava a ter saudades daquela gente simples e amiga.
        Atormentou-se interiormente e não desejava retornar. Seguiu, porém, com o seu marido, pois este era o dever de esposa.      
        Ao chegar em Los Angeles, falou com vários especialistas sobre as conchas. Alguns sugeriram que ela fizesse uma exposição. O fato chamou a atenção de vários periodistas. Ela apareceu na revista “Life”. A “Time” foi visitá-la para uma entrevista e, em pouco tempo, ela percebeu que era a maior expert em conchas do deserto.
        Alguém sugeriu que ela escrevesse um livro. Foi um best seller.
        Ela voltou várias vezes na busca de outros espécimes... Foi quando teve uma idéia luminosa: perguntou às índias o que elas faziam da sua tecelagem.
        Elas disseram que vendiam a uma cooperativa por uma importância miserável, que mal lhes dava para comprar o material que gastavam na confecção das peças.
Pensou, então, em abrir uma loja, em uma galeria, onde seria exposto o artesanato indígena.






Era muito rica, não necessitava de grandes lucros. Da produção ela tiraria os gastos para o aluguel e impostos e mandaria tudo para a tribo. Em breve ela abriu uma outra loja em Bervelly Hills. Vários decoradores lhes encomendaram peças especiais.
Na época que o Dr. Schuller escrevia sobre a experiência dessa jovem, ela mantinha pelos Estados Unidos, uma cadeia de 120 lojas. Os índios tinham organizado várias cooperativas...
Já havia publicado dez livros sobre conchas. Era convidada a proferir conferências internacionais e consultada pelos maiores museus do mundo, inclusive, os de oceanografia.
Isto porque ela floresceu onde Deus a havia plantado...
Ao invés de ficar olhando para baixo, para a cela onde havia apenas lama ou pó, ela teve coragem de olhar para cima, aceitar o desafio e descobrir as estrelas.



Extraído do Livro: “Para sempre em nossos corações” – Maria Anita R.Batista – pg.47
                              

Abraços fraternos.

Site: http://www.adrianamantanacoach.com/

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Nem tudo é fácil...


É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste.
É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada
É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.
É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia.
É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.
É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.
Se você errou, peça desculpas...
É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado?
Se alguém errou com você, perdoa-o...
É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender?
Se você sente algo, diga...
É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar
alguém que queira escutar?
Se alguém reclama de você, ouça...
É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você?
Se alguém te ama, ame-o...
É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz?
Nem tudo é fácil na vida...Mas, com certeza, nada é impossível
Precisamos acreditar, ter fé e lutar
para que não apenas sonhemos, Mas também tornemos todos esses desejos,
realidade!!!

Cecília Meireles

Site: http://www.adrianamantanacoach.com/

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

Abraços fraternos.

Adriana Mantana.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

A alma dos diferentes...

 




O mundo ainda não aprendeu a lidar com seres humanos diferentes da média.


Diferente é quem foi dotado de alguns mais e de alguns menos em hora, momento e lugar errado. Para os outros. Que riem de inveja de não serem assim. E de medo de não agüentarem, caso um dia venham a ser. O diferente é um ser sempre mais próximo da perfeição. Nunca é um chato. Mas é sempre confundido com ele por pessoas menos sensíveis e avisadas. Supondo encontrar um chato onde está diferente, talentos são rechaçados; vitórias são adiadas; esperanças são mortas. Um diferente medroso, este sim acaba transformando-se num chato. Chato é um diferente que não vingou.


O diferente começa a sofrer cedo, desde o colégio, onde todos os demais de mãos dadas, e até mesmo alguns professores por omissão (principalmente os mais grossos), se unem para transformar o que é peculiaridade e potencial, em aleijão e caricatura. O que é percepção aguçada em "- puxa, fulano, como você é complicado". O que é o embrião de um estilo próprio em "- Você não está vendo como é que todo mundo faz?"


O diferente carrega desde cedo apelidos e carimbos nos quais acaba se transformando. Só os diferentes mais fortes do que o mundo à sua volta se transformaram (e se transformam) nos seus grandes modificadores.


Diferente é o que: chora onde outros xingam; quer, onde outros cansam; espera, de onde já não vem; sonha, entre realistas; concretiza, entre sonhadores; fala de leite em reunião de bêbados; cria, onde o hábito rotiniza; perde horas em coisas que só ele sabe importantes; diz sempre na hora de calar; cala sempre nas horas erradas; fala de amor no meio da guerra; deixa o adversário fazer o gol porque gosta mais de jogar que de ganhar; aprendeu a superar o riso, o deboche, o escárnio e a consciência dolorosa de que a média é má porque é igual; vê mais longe do que o consenso; sente antes dos demais começarem a perceber; se emociona enquanto todos em torno agridem e gargalham.


A alma dos diferentes é feita de uma luz além. A estrela dos diferentes tem moradas deslumbrantes que eles guardam para os poucos capazes de os sentir e entender. Nessas moradas estão os maiores tesouros da ternura humana. De que só os diferentes são capazes. Jamais mexam com o sentimento de um diferente. Ele é sensível demais para ser conquistado sem que haja conseqüência com o ato de o conquistar. 

Artur da Távola
(CRÔNICA/1998)


Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!


Abraços fraternos.


Adriana Mantana

domingo, 6 de novembro de 2011

Dificuldades com sua relação afetiva? Contrate um Coach...



Relacionamento afetivo...
Bom lidar com o outro não é algo fácil.
Temos que ter compreensão, tolerância, carinho e sabedoria, caso contrário não estaremos em uma situação confortável.
Toda relação deve ser feita de equilíbrio.
São 50% de um e 50% do outro.
No entanto, existem relações em que um se doa e se entrega mais, aí surge o desequilíbrio.
Quando ocorre este tipo de desequilíbrio, temos algumas alternativas.
  1. Conversamos;
  2. Terminamos;
  3. Contratamos um Coaching no caso eu, rsrs;
  4. Ou ficamos infelizes..

Acredito que uma relação pode dar certo desde que haja comprometimento e amor de ambas as partes.
Muitas vezes temos os dois, mas vira e mexe precisamos aparar algumas arestas. Isto faz parte de qualquer relacionamento saudável.

Permita-se seja feliz, seja mudança!

Nascemos para sermos felizes!


Abraços fraternos.

Adriana Mantana

sábado, 5 de novembro de 2011

Coaching de Relacionamento Afetivo...Meu site...


Estou muito feliz hoje...Nada, nem ninguem irá tirar esta felicidade de mim.
Tenho o prazer e a honra de dizer para os meus seguidores que meu site ficou pronto...
Acabou de sair do forno.
Trabalhar com o Coach para mim é um imenso prazer, com ele vejo o quanto posso ajudar as pessoas e além disso melhorar de certa forma o mundo.
Hoje foi um dia de imensa alegria realmente, então compartilho a ideia.
Além de gestora comercial em uma empresa do ramo imobiliário aqui de goiânia, atuarei em momentos fora da minha jornada de trabalho como Coaching de Relacionamento Afetivo e de emagrecimento.
Vejo que posso contribuir e tenho capacitação para tal atuação.
Entre no site:
http://www.adrianamantanacoach.com/
registre o seu acesso, a ideia é enviar um newsletter para os membros.
Divulgue, afinal "Todo mundo precisa de um Coach". Ex Ceo da Google

Seja feliz, seja a mudança, viva em equilíbrio!

Abraços fraternos.

Adriana Mantana.

Deficiências...


"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.
"Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.
"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.
"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.
"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.
"Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.
"Diabético" é quem não consegue ser doce.
"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer. E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois:
"Miseráveis" são todos que não conseguem falar com Deus.
"A amizade é um amor que nunca morre. "

Mario Quintana

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

O que nos faz apaixonar?



O que é que faz a gente se apaixonar por alguém? Mistério misterioso. Não é só porque ele é esportista, não é só porque ela é linda, pois há esportistas sem cérebro e lindas idem, e você, que tem um, não vai querer saber de descerebrados. Mas também não basta ser inteligente, por mais que a inteligência esteja bem cotada no mercado. Tem que ser inteligente e... algo mais. O que é este algo mais? Mistério decifrado: é o jeito.

A gente se apaixona pelo jeito da pessoa. Não é porque ele cita Camões, não é porque ela tem olhos azuis: é o jeito dele de dizer versos em voz alta como se ele mesmo os tivesse escrito pra nós; é o jeito dela de piscar demorado seus lindos olhos azuis, como se estivesse em câmera lenta.

O jeito de caminhar. O jeito de usar a camisa pra fora das calças. O jeito de passar a mão no cabelo. O jeito de suspirar no final das frases. O jeito de beijar. O jeito de sorrir. Vá tentar explicar isso.

Pelo meu primeiro namorado, me apaixonei porque ele tinha um jeito de estar nas festas parecendo que não estava, era como se só eu o estivesse enxergando. O segundo namorado me fisgou porque tinha um jeito de morder palitos de fósforo que me deixava louca ¿ ok, pode rir. Ele era um cara sofisticado, e por isso mesmo eu vibrava quando baixava nele um caminhoneiro. O terceiro namorado tinha um jeito de olhar que parecia que despia a gente: não as roupas da gente, mas a alma da gente. Logo vi que eu jamais conseguiria esconder algum segredo dele, era como se ele me conhecesse antes mesmo de eu nascer. Por precaução, resolvi casar com o sujeito e mantê-lo por perto.

E teve aqueles que não viraram namorados também por causa do jeito: do jeito vulgar de falar, do jeito de rir ¿ sempre alto demais e por coisas totalmente sem graça ¿, do jeito rude de tratar os garçons, do jeito mauricinho de se vestir: nunca um desleixo, sempre engomado e perfumado, até na beira da praia. Nenhum defeito nisso. Pode até ser que eu tenha perdido os caras mais sensacionais do universo.

Mas o cara mais sensacional do universo e a mulher mais fantástica do planeta nunca irão conquistar você, a não ser que tenham um jeito de ser que você não consiga explicar. Porque esses jeitos que nos encantam não se explicam mesmo.

Martha Medeiros

A idade de ser feliz...


Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.

Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.

desconhecido

Receba nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

Deixe o seu email aqui para receber nossas ÚLTIMAS NOVIDADES.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...